Lei seca: blitzes autuam, por hora, mais de quatro condutores em Brasília

Operações seguem até a quarta-feira de cinzas. Na estradas, 13 pessoas morreram; até agora, 314 condutores já foram flagrados na lei seca

leisecaA cada hora, pelo menos quatro motoristas são flagrados nas blitzes da lei seca no Distrito Federal. Entre sexta-feira e a madrugada de ontem, 314 condutores alcoolizados tiveram as habilitações suspensas nas vias do Distrito Federal. As apreensões são resultado das operações de carnaval feitas pelo Departamento de Trânsito (Detran), pelo Batalhão de Policiamento de Trânsito (BPTran) e pelo Batalhão de Policiamento Rodoviário (BPRv). No total, 243 veículos acabaram recolhidos e sete condutores, presos por embriaguez. Nesses casos, o acusado deve registrar índices superiores a 0,3mm de álcool por litro de ar expelido durante o teste do bafômetro. Dos 314 autos de infração, 153 são do Detran, 93 do BPTran e 68 do BPRV.

Entre as infrações, duas foram registradas contra o mesmo motorista, na madrugada de domingo. A primeira abordagem aconteceu na Estrutural. O condutor, a bordo de um Astra prata, recusou-se a fazer o teste do bafômetro e entregou o carro a um amigo. Horas depois, ele foi flagrado dirigindo na DF-001 e, pela reincidência da infração, perdeu o direito de dirigir por dois anos. Ele deverá pagar R$ 5.745,90 pelas infrações.

O BPTran e o BPRV também registraram, respectivamente, 190 e 285 autos de infração diversos, principalmente de estacionamento irregular e de ausência de equipamentos de segurança nos veículos. As ocorrências anotadas durante o carnaval pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) ainda não foram computadas, pois o órgão não divulgou o resultado parcial da operação. Os dados serão publicados na quinta-feira, às 15h.

Acidentes fatais
O carnaval nem acabou e, até o momento, pelo menos 13 pessoas morreram em acidentes de trânsito no Distrito Federal e no Entorno, número maior do que o registrado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) durante a folia do ano passado. No mais recente deles, um jovem de 22 anos morreu após colidir a motocicleta em uma parede que protege o sistema de calibragem de pneus de um posto de gasolina. A colisão fatal ocorreu na altura da QI 21 do Lago Sul.

Correiobraziliense

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock Detected

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios