Janot: Arruda não pode manter campanha

0
58

jantO procurador-geral da República, Rodrigo Janot, avalia que o ex-governador José Roberto Arruda (PR) não pode mais seguir com sua campanha.

Por seis votos a um, o Tribunal Superior Eleitoral impugnou a candidatura de Arruda com base na Lei da Ficha Limpa, pelo fato do ex-governador ter sido condenado  por órgão colegiado de Justiça. Arruda já havia sido considerado inelegível pelo TRE (Tribunal Regional Eleitoral) do Distrito Federal.

Segundo Janot, uma vez o registrado negado pela mais alta corte da Justiça Eleitoral, para seguir como candidato Arruda terá de obter uma decisão no Supremo Tribunal Federal.

Diz ainda que o ex-governador também poderá tentar, junto ao Superior Tribunal de Justiça, um recurso para suspender sua condenação do Tribunal de Justiça do DF.

Durante discurso de 27 minutos, Arruda afirmou que “se fosse covarde […], não tinha chegado até aqui”. “Só não há jeito para a morte. Enquanto temos chance de recurso, por mais difícil que seja, me mantenho na luta”, afirmou aos correligionários. Arruda brincou sobre o resultado das pesquisas eleitorais. “Quem sabe com essa decisão da justiça passamos dos 40%. Apesar de todas as dificuldades, a vitória no campo jurídico virá no último momento”.

247