Invasores de terra pública agora utilizam contêiner como casa

0
46

A Polícia Civil e a Agência de Fiscalização investigam prováveis invasão e parcelamento irregular de solo em área próximo do Condomínio Lago Sul

conteinerHá anos, o combate à indústria da grilagem de terras no Distrito Federal é feito pela Polícia Civil do DF, pela Agência de Fiscalização (Agefis) e pela Secretaria da Ordem Pública e Social do DF (Seops). Agora, os antigos barracos de tapume foram substituídos por contêineres —pequenas caixas de metal que ficam camufladas no meio dos terrenos. A nova suspeita de parcelamento irregular do solo foi verificada pelo Correio na área do Altiplano Leste, próxima ao Condomínio Lago Sul, no Lago Sul.

No local, além da vegetação queimada, existem três contêineres, e dois deles funcionam como residência, com luz e caixa d’água. O outro estava fechado. Um dos moradores esclareceu que o terreno era da família havia mais de 20 anos, mas somente agora, há dois meses, eles decidiram tomar conta. Sobre a estrutura usada como casa, informou que a falta de dinheiro naquele momento fez a família optar por uma solução mais barata. Além disso, ao longo do terreno é possível ver demarcações de lotes.

Os telefones fixados no contêiner facilitaram o contato da reportagen. O pai do proprietário respondeu que era dono da área há anos e que a estrutura funcionava como apoio para uma obra que será iniciada em breve.

Correiobraziliense