Insegurança total: 1378 pessoas fugiram das cadeias goianas

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

Os números oficiais da segurança pública em Goiás apontam que Goiás tem hoje, no mínimo, 1378 pessoas foragidas. Ou seja, são 1378 criminosos que deveriam estar cumprindo pena, mas não estão. Desses 1378, 37% cumpriam pena por roubo, 10% por homicídio.

Segundo matéria do jornal O Popular, até o dia 10 de dezembro, 570 detentos fugiram de cadeias no interior de Goiás e não haviam sido recapturados. Já em Aparecida de Goiânia, 466 deixaram de cumprir pena na colônia agroindustrial do semiaberto e 12 conseguiram sair da Penitenciária Odenir Guimarães (POG). Outros 27 empreenderam fuga da Casa de Prisão Provisória (CPP) e cinco deixaram o Núcleo de Custódia. Ainda há números do Centro de Triagem e da Casa do Albergado.

As fugas no interior ocorrem especialmente por falta de contingente. Ou seja, boa parte do problema seria resolvido se houvesse mais concurso na área para policiais e agentes prisionais. O governador Marconi Perillo (PSDB) se recusa, sistematicamente, a chamar os concursados do último certame da PM.

A falta de estrutura é outro problema nunca resolvido. Os prédios das cidades do interior não possuem estrutura para abrigar presos e o governador parece não dar a mínima bola pra isso.

GoiasReal

Notícia postada em  

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e nosso Termos de Uso, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.