Inflação de março avança 1,32%, pior resultado em 20 anos, diz IBGE

Em apenas três meses, o custo de vida consumiu quase toda a meta perseguida pelo Banco Central para o ano, de 4,5%

custoA inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) registrou alta de 1,32% em março, pior resultado para o mês em 20 anos. Em março de 1995, a alta de preços foi de 1,55%. Quando se compara todos os meses, a carestia teve o pior resultado desde fevereiro de 2003. No acumulado de 12 meses, a inflação atingiu 8,13%, também pior resultado em 12 anos, e bem acima do teto da meta.

No primeiro trimestre de 2015, o índice apontou elevação de 3,83%, taxa sem precedentes para o período, desde 2003. Em apenas três meses, o custo de vida consumiu quase toda a meta perseguida pelo Banco Central para o ano, de 4,5%.

Os maiores responsáveis pela disparada da inflação foram a energia elétrica, os alimentos e os combustíveis. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mais da metade do IPCA ficou na conta da eletricidade, com aumento médio de 22,08%, equivalente a 0,71 ponto percentual da inflação total. Entre os alimentos, a maior alta em março foi registrada pela cebola, com variação de 15,10%, seguida pelo ovo de galinha, com 12,75% e o alho, 7,66%.

Em Brasília, o IPCA apontou alta de 1,18%, acumulando elevação de 2,56% no ano e 7,17% em 12 meses. Com esses resultados, não restará outra alternativa ao Banco Central a não ser aumentar a taxa básica de juros (Selic) na reunião marcada para o fim deste mês. Os juros estão em 12,75% ao ano e podem chegar, na melhor das hipóteses, a 13% ao ano.

Correiobraziliense

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock Detected

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios