“Humilhado”: jornais mexicanos repercutem derrota de Cain para Werdum

0
62

Fabrício Werdum fez história no último sábado, no UFC 188, realizado na Cidade do México. O brasileiro, que detinha o cinturão interino do peso-pesado do Ultimate, “quebrou” a banca de apostas, que apontavam favoritismo de Cain Velásquez, e finalizou o adversário, então campeão linear da categoria, com uma justa guilhotina, no terceiro round do combate, o mais aguardado do evento.

A repercussão do evento, que pela segunda vez aportou na capital do México, foi estampada nos jornais vendidos nas bancas da cidade, no domingo, dia seguinte ao evento, que lotou as dependências da arena Ciudad de México.

O jornal “Metro” foi o mais duro em sua capa. Na foto, a publicação exibe Cain Velásquez de joelhos, cabisbaixo, com a seguinte manchete: “Humilhado”.

O “Récord” adotou um tom menos dramático e deu ênfase ao pedido de desculpas de Cain Velásquez, que, ao microfone depois do embate, pediu perdão ao público que o apoiou intensamente por ele, apesar de ser americano, ter raízes mexicanas.

O jornal “Milenio” não destacou o duelo em sua página principal, apenas na capa do caderno de esportes, com a manchete “Rendido”.

Um dos destaques do UFC 188, Yair Rodríguez, algoz de Frank Treviño, é destacado por sua ótima atuação sob a frase “Deu a cara pelo México”.