História de Brasília é apresentada à imprensa internacional

bsbOs jornalistas de todo o mundo que estão em Brasília para cobrir a Copa do Mundo têm a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre a história da capital federal. Uma mostra do acervo do Arquivo Público do Distrito Federal foi transferida para o Centro Aberto de Mídia (CAM), montado pelo Governo do Distrito Federal na Ala Norte do Centro de Convenções Ulysses Guimarães.

Assim que chegam ao corredor principal do Centro Aberto de Mídia, os jornalistas encontram imagens das primeiras moradias do Distrito Federal. São casas dos candangos – operários vindos de todo o país para erguer Brasília, entre os anos de 1956 e 1960. As imagens fazem parte do projeto Cidades e Memórias, fruto de uma parceria entre o Arquivo Público e a Câmara Legislativa do Distrito Federal.

“O objetivo do projeto é estabelecer uma narrativa sobre a origem de cada uma das 31 regiões administrativas do DF, a partir dos documentos que são custodiados pelo Arquivo Público”, explicou o superintendente do Arquivo Público, Gustavo Chauvet.

“As imagens que trouxemos para o Centro de Mídia são a base das primeiras regiões administrativas: Brasília ou Plano Piloto, Núcleo Bandeirante, Candangolândia e Taguatinga, onde é realizada a Fan Fest”, acrescentou.

RESGATE – Além dessa exposição, a imprensa pode conferir fotografias, filmes, áudios e documentos que registram os 54 anos da capital brasileira sem sair do Centro Aberto de Mídia. Para tanto, o Arquivo Público instalou computadores com plataformas digitais onde esse acervo está dividido por temas, como educação, cultura e segurança pública, entre outros. Todo o material pode ser reproduzido para fins jornalísticos, desde que citada a fonte.

[saiba_mais]

“O Arquivo Público tem como função custodiar, preservar, pesquisar e divulgar textos, mapas, fotos e material audiovisual históricos do período da construção e inauguração de Brasília. O acervo instalado no Centro Aberto de Mídia conta com mais de 17 mil fotos, além de material de texto”, destacou o superintendente do órgão. Ele explica que os interessados podem pesquisar as imagens e, caso tenham interesse em utilizá-las, é só preencher um formulário descrevendo o código das fotos e a finalidade da pesquisa.

“Dependendo do tipo de uso, você terá que preencher, também, o Termo de Utilização de Documento custodiado pelo Arquivo Público do Distrito Federal”, explicou Gustavo Chauvet. Os documentos são fornecidos por servidores do órgão que trabalham diariamente, durante a Copa, no Centro Aberto de Mídia.

GDF

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock Detected

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios