Gustavo apresenta projeto do CLIA a vereadores e secretários

0
320

O prefeito Gustavo Mendanha promoveu na manhã desta segunda-feira (06), no auditório do Hotel Real Executive, uma reunião para os investidores do Aparecida Business Log – ABL apresentarem o empreendimento aos secretários, vereadores e empresários de Aparecida de Goiânia. O ABL, que será implantado na região Leste do município, é voltado para o setor do agronegócio, comercial, atacado e logística.

Segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico de Aparecida de Goiânia, Ozair José, o Aparecida Business Log já foi apresentado ao governo Federal e Estadual, e agora os agentes públicos de Aparecida tem a oportunidade de conhecer. O objetivo é que os representantes do legislativo e executivo municipal conheçam a magnitude do empreendimento e sua importância para o município. “O projeto vai agregar muitos valores à cidade como geração de mais empregos e recursos. O ganho será enorme para Aparecida, mas também para Goiás e Brasil”, sublinhou o secretário.

O ABL é uma parceria público-privada (PPP), de iniciativa da Prefeitura e observou diversos fatores favoráveis à sua implantação no município, como a vocação natural de Aparecida para a industrialização; sua posição geográfica central e estratégica; e a grande demanda para logística e distribuição já existente – a cidade abriga hoje mais de 32 mil empresas e indústrias ativas, pelo menos 100 delas com grande volume de exportação.

Durante a reunião, o diretor do Aparecida Business Log, Júlio Silveira, parabenizou a ligeireza do poder público de Aparecida para concretização do empreendimento. “Estamos gratos a todo apoio que a prefeitura de Aparecida tem dado ao empreendimento. Nós percebemos que esse apoio vai permitir a fluidez da implantação do ABL que deverá gerar cerca de 12 mil empregos diretos com valores de remuneração bem adequado”, agradeceu o investidor.

Em outubro do ano passado, o ex-prefeito de Aparecida de Goiânia, Maguito Vilela sancionou a Lei Municipal número 3.333 que acelera o início da implantação do empreendimento. Este ano, o atual prefeito Gustavo Mendanha tem buscado recursos junto ao Governo Estadual para garantir o fornecimento de água tratada na região, além de projetos para construção de asfalto e toda a infraestrutura necessária.

O empreendimento ocupará uma área de 1,8 milhão de metros quadrados e serão investidos mais de R$ 1,5 bilhão oriundo da empresa privada. A conclusão total da obra está prevista para daqui seis anos. A prefeitura de Aparecida entra com a doação do terreno, as análises de incentivos fiscais municipais a serem concedidos a ABL; análise e aprovação dos Processos de Licenciamento Ambiental Municipal; implantação de asfalto e infraestrutura na região; e a retirada do Complexo Prisional de Aparecida – ação conjunta com o Governo Estadual por meio da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Goiás (Codego).

O projeto

O Aparecida Business Log será composto por quatro estruturas integradas: o Polo de Distribuição e Comércio Atacadista; o Polo de Distribuição Hortifrutigranjeiro; Setor Supermercadista; e o principal deles, o Complexo Logístico Industrial Alfandegário (CLIA). Possuirá também, áreas de uso compartilhado que contempla o seguro de comércios e serviços de apoio. Conta ainda com edificações de escritórios e o setor administrativo da plataforma.

O CLIA tem como principal objetivo fortalecer as relações de exportação e importação de produtos do município e em seus arredores. Já o Polo de Distribuição Hortifrutigranjeiro visa atender a gigantesca demanda por espaço e ampliação do volume de negócios neste seguimento. Enquanto que o Polo de Distribuição de Comércio e Atacadista nasce para sanar de vez todas as necessidades dos atacadistas, inclusive, melhorando a logística com o mercado Hortifrutigranjeiro.

De acordo com o diretor de Engenharia e Infraestrutura do ABL, Paulo Moraes, trata-se da implantação de um complexo logístico que será a primeira Plataforma Logística Multimodal no Brasil, atendendo os mais exigentes padrões mundiais. “A localização do projeto possibilitará que o empreendimento atenda todo o Centro-Oeste, assim como possibilitará a sua interligação com o Norte e Sul do Brasil. Será o maior empreendimento logístico brasileiro e marco de uma solução integrada para o gargalo do transporte e armazenamento de cargas no país” explicou o diretor durante a apresentação do projeto.