Governo Federal descumpre acordo com caminhoneiros

Preço do diesel praticado pela estatal estava congelado desde junho. Reajuste se baseia em novo cálculo da ANP

Como se não bastasse a alta carga tributária que se paga neste país, mais uma vez o Governo Federal vira as costas e descumpri acordo com os caminhoneiros. ANP (Agência Nacional de Petróleo) autorizou o aumento que pode chegar a 14,4% dependendo da região do país. Os preços estavam congelados desde 1º de junho, após acordo entre a classe dos caminhoneiros e setores públicos incluindo o governo federal. Após forte protesto dos caminhoneiros que praticamente parou o país o governo Temer se comprometeu a congelar o preço do diesel até 31 de dezembro de 2018.

A Petrobras já anunciou novos preços que já devem ser repassados hoje, 31,  para o motorista, o litro passa a ser vendido pela estatal por R$ 2,29 que antes era vendido por R$ 2,03. A estatal ainda disse que o preço final vai depender dos postos que provavelmente irá repassar este aumento para o motorista.

Em Goiânia o preço médio do diesel comum esta em torno de R$ 3,40 com este novo aumento pode chegar a R$ 3,80 um valor acima do praticado antes da greve dos caminhoneiros. Embora a ANP negue que o preço seja superior

O a redução e o congelamento do preço do diesel foi um fator significante para por fim a greve dos caminhoneiros, mas pelo visto, para o governo federal pouco importa. Lamentavelmente a sociedade é quem vai mais uma vez pagar esta conta se uma eventual greve acontecer nos próximos dias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Por segurança, é necessário o uso do serviço reCAPTCHA do Google, que está sujeito à Política de Privacidade e aos Termos do Google. de uso .

I agree to these terms.

VOCÊ PODE GOSTAR