Goiás não perdoa “sonolência” do Atlético e vence 1º clássico do ano

goiasO equilíbrio das últimas partidas entre Atlético e Goiás passou longe do Serra Dourada neste domingo. De um lado, o Verdão mandou no jogo, obrigando o time atleticano a “se virar nos trinta” para não ser humilhado. Do outro lado, o torcedor viu o Atlético permitir as investidas do adversário e sem precisão para atacar. Para piorar o dia rubro-negro, o zagueiro Davi falhou feio no finalzinho do jogo, presenteando o ataque esmeraldino com o gol da vitória.

1º Tempo

O Goiás mostrou que ainda está engasgado com o Atlético que, em 2014, tirou o título do Goianão de suas mãos, aos 48 minutos do segundo tempo, na segunda partida da final do campeonato. Hoje, o Verdão começou ligado. Logo, aos três minutos, o time esmeraldino puxou contra-ataque rápido com Esquerdinha que deixou Erick em condições de abrir o placa. O chute rasteiro passou perto.

O Atlético aparentemente “sonolento” até que tentou responder. Aos 13, Thiago Primão , em cobrança de falta, chutou colocado – a bola passou perto. Melhor na partida , o Goiás segui atacando e mantendo a posse de bola. Aos 22, após tabela entre Davi e Esquerdinha, Danilo ficou cara a cara com Márcio: o goleiro atleticano levou a melhor, operando primeiro milagre do dia.

Aos 31, o Goiás abriu o placar. A defesa do Atlético não conseguiu afastar a bola cruzada da esquerda. O atacante Erick aproveitou a falha do lateral Elbis, empurrando a bola para o fundo das redes: 1×0. No finalzinho da primeira etapa, aos 44, Bocão quase marcou o segundo. O chute forte de fora da área parou no travessão.

2º tempo

No intervalo da partida, o técnico Marcelo Chamusca “puxou a orelha” dos jogadores do Atlético, cobrando mais empenho e determinação do grupo. A bronca acordou os jogadores que estavam “sonolentos” no primeiro tempo. Aos dois minutos, Sérgio Manuel arriscou de longe, mas a bola não entrou. Dois minutos depois, o Goiás respondeu. Davi cobrou falta, obrigando o goleiro Márcio a operar o segundo milagre do dia.

Sempre em velocidade e jogando pelos lados do campo, o Goiás pressionava o Atlético. O levantamento na área, aos seis minutos, caiu nos pés de Júnior Lopes, o zagueiro esmeraldino não teve dúvidas: soltou uma bomba, mas Márcio defendeu. O rebote caiu nos pés de Erick, que também soltou o pé, obrigando o goleiro rubro-negro a operar o terceiro milagre do dia.

As jogadas no segundo tempo pareciam replay. O Goiás sempre atacando e o goleiro do Atlético salvando o time campineiro. Aos 11, Esquerdinha passou por três marcadores, invadiu a área e chutou: Márcio pegou mais uma. Do outro lado, o Dragão , aos 20, quase empatou a partida. Após avançar pelo meio de campo, Murilo chutou da entrada da área, Renan espalmou para a linha de fundo. Sérgio Manuel cobrou o escanteio, levantando a bola na área esmeraldina. Sérgio Manuel cabeceou certeiro, empatando a partida: 1×1.

O empate animou o Atlético, que por alguns minutos, melhorou na partida, mas não conseguiu virar o placar. A sonolência atleticana reapareceu na partida, aos 39, quando Esquerdinha apertou a marcação para cima do zagueiro Davi. O defensor atleticano “entregou o pão” para Esquerdinha. O meia só teve o trabalho de rolar para Erick – o jovem atacante chutou rasteiro, anotando o segundo gol do Verdão: 2×1. No finalzinho do jogo, aos 46, o Goiás ainda teve outra excelente oportunidade para ampliar a vitória. Davi chutou forte e, mais uma vez, Márcio defendeu – ele não é santo, mas fez milagres na tarde deste domingo no Serra Dourada.

730

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock Detected

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios