Forum: Há “queima de arquivo” no governo Bolsonaro?

Reportagem da Revista Fórum, assinada pelo jornalista   Julinho Bittencourt  analisa as mortes por suicídio, de Claudinei Esquarcini, principal testemunha do assassinato do guarda civil petista Marcelo Arruda, e do diretor da Caixa, Sérgio Faustino, responsável por investigar o escândalo sexual do ex-presidente do banco, Pedro Guimarães

Da Redação
20/07/2022 - 11:47
  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Linkedin
  • Compartilhe no Telegram
  • Compartilhe no WhatsApp

Forum: Há “queima de arquivo” no governo Bolsonaro?

Reportagem da Revista Fórum, assinada pelo jornalista    analisa as mortes por suicídio, de Claudinei Esquarcini, principal testemunha do assassinato do guarda civil petista Marcelo Arruda, e do diretor da Caixa, Sérgio Faustino, responsável por investigar o escândalo sexual do ex-presidente do banco, Pedro Guimarães

Primeiro foi o suicídio do segurança da Itaipu Binacional, Claudinei Coco Esquarcini, que é responsável pela instalação e manutenção dos sistemas de monitoramento da Associação Recreativa e Esportiva da Segurança Física (Aresf), onde ocorreu o assassinato do petista Marcelo Arruda pelo bolsonarista Jorge Guaranho.

Ele se jogou do alto de uma ponte no município de Medianeira (PR) neste domingo (17). O corpo foi encontrado e a causa mortis é “violenta – queda de plano elevado”, segundo o obituário obtido pela Fórum.

Morte na Caixa

Depos disso, foi encontrado morto na noite desta terça-feira (19), no edifício-sede da Caixa, na região central de Brasília, o diretor de Controles Internos e Integridade da CaixaSérgio Ricardo Faustino Batista. A suspeita é de suicídio.

O corpo de Faustino, cuja diretoria é encarregada da investigação de assédio sexual contra o ex-presidente da instituição, Pedro Guimarães, foi encontrado na área externa do prédio por vigilantes que estavam de plantão.

Clique AQUI e leia a matéria completa na Revista Fórum