Felipe Macedo faz contra e Corinthians bate o Goiás por 1 a 0 no Mangueirão

goiasA festa fora de campo foi de alto nível, mas o futebol, não pode se dizer o mesmo. Apesar do ritmo ter melhorado na etapa final, Goiás e Corinthians fizeram um jogo “pobre”, onde o time esmeraldino não teve uma chance de perigo sequer para anotar nas estatísticas. O Corinthians, que cansou de perder gols no 2º tempo, conseguiu a vitória em uma infelicidade do zagueiro Felipe Macedo, que marcou contra e fez a festa da torcida alvinegra no Mangueirão, em Belém (PA).

O Jogo

É normal as duas equipes iniciarem a partida estudando o adversário, mas quando isso se estende por 40 minutos, algo está errado. O nível técnico da partida foi bem inferior ao esperado pelo povo paraense, que lotou o Mangueirão, tanto que o primeiro chute ao gol veio só aos 13min, com Fágner, mas o lateral corintiano isolou a bola, o que nem deveria ser contabilizado como finalização. Os goleiros pouco trabalhavam em campo e pareciam meros espectadores.

Renan, do Goiás, só foi exigido pela primeira vez aos 30min, quando Luciano disparou de longe, mas no meio do gol. Os dois treinadores pediam velocidade, algo que ficava difícil com a grama muito alta do Mangueirão. Só que, depois dos 35min, o Corinthians resolveu tomar conta do jogo e iniciou a pressão. Aos 38min, Fágner fez boa jogada, entrou na área e chutou cruzado, mas a bola passou raspando a trave direita de Renan.

Aos 40, após cobrança de escanteio da direita, Felipe subiu mais alto que todo mundo e testou pro gol, mas a bola novamente tirou tinta da trave. Aos 44min, a pressão surtiu efeito. Malcom cobrou outro escanteio da direita, a bola foi desviada na altura da primeira trave e na sequencia, bateu no pé de Felipe Macedo e foi morrer no fundo da rede. Gol contra do jovem esmeraldino e Timão na frente.

2º tempo

A etapa final foi um pouco mais agitada, até porque mais fria que a etapa inicial, seria improvável. Drubscky tentou colocar o time a frente, tirando Felipe Macedo para a entrada de Samuel. O Goiás, apesar de mais aberto, não conseguia criar com Esquerdinha, que praticamente tinha que levar o time nas costas. Aos 15min, mais uma vez em cobrança de escanteio, o Corinthians quase ampliou com Gil, mas o toque “no susto” saiu por pouco.

Drubscky, então, tentou dar ainda mais poder de decisão ao Goiás e colocou Bruno Mineiro no lugar de Esquerdinha. Aí, sem qualquer peça pra criar, o time “padeceu” de vez e conseguiu a proeza de sair de campo sem ter uma chance clara de gol sequer. Já o Corinthians abusava de perder gols, principalmente com Luciano, carrasco esmeraldino no 1º turno. Foram duas chances seguidas, aos 39 e aos 40min, ambas defendidas por Renan.

Danilo, Jadson e Gustavo Tocantins, que entraram no 2º tempo, também tiveram chances de sobra até os acréscimos, mas abusavam do erro na hora H. A última chance desperdiçada foi de Luciano, aos 46min, que Renan acompanhou ela saindo pela linha de fundo.

730

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock Detected

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios