Faltou “olho no sangue”

0
107

Vergonhosa! Assim resumo a atuação de todos os atletas nessa noite de segunda feira no Serra Dourada. Não dá pra admitir um time com tamanha apatia, preguiça e falta de organização tática. O time foi simplesmente engolido, neutralizado principalmente em seu meio campo no primeiro tempo. No segundo tempo, o Goiás ditou o ritmo de seu jogo e fez com que o jogo ficasse apático. Se eu tivesse visto ontem meu primeiro clássico sem conhecer ambos os times diria que o time vermelho (que ontem jogou de branco) era maior que o Goiás. É preciso vergonha na cara, “olho no sangue” como diria o volante da equipe adversária.

Individualmente falando acredito que o pior da noite não entrou em campo, senhor Enderson Moreira. Gostaria de entender qual o sentido de um time treinar a semana inteira e um dia antes do jogo haver mudanças, e pior, quem entrou era um jogador que teve um péssimo 2015 e ficou parado no DM durante mais de 2 meses em 2016, sem qualquer ritmo de jogo e sem qualquer entrosamento com seus novos colegas de equipe. Quem entrou era um volante que já provou não conseguir jogar de meia, não tem vitalidade para isso mais, um volante que não deveria sequer ser titular. Qual o sentido de coletivos senão preparar o time para os jogos? Taticamente o time foi horroroso, entramos com 3 volantes em campo na prática contra um adversário que em tese “treme” sempre contra o Goiás. Então senhor Enderson Moreira, mesmo que o time seja limitado, não inventa! Coloque em campo o que treinou, use jogadores em suas posições de origem ou nosso 2016 será talvez pior que nosso 2015!

Sobre os jogadores que atuaram ontem, desafio aos amigos esmeraldinos que me cite um, apenas um que tenha jogado com raça ou se destacado tecnicamente. Excluindo o penalti, o Goiás não deu um, sequer um chute ao gol. É revoltante e vergonhoso um dado desse. Destacaria hoje os piores de ontem: David, Wagner e Raphael Lucas. Atuação preguiçosa, vergonhosa e sem compromisso com o clube. Está faltando bicho? Está faltando técnica? O treinador escalou errado? Não justifica, correr, suar é obrigação de quem entra em campo vestindo a camisa esmeraldina. E falo em nome de um número significativo de pessoas, a paciência está acabando, não aguentamos mais o discurso de que “hoje o time não funcionou”, escutamos isso durante todo 2015 e não queremos escutar em 2016, então é bom “o time funcionar”, pois estamos quase na metade do ano e o elenco ainda não convenceu.

Alguns fatos que merecem ser lembrados rapidamente: a falta de preparo físico, jogadores andando em campo, com esse preparo atual do Goiás vai tomar “sapatada” em todos os jogos da série B. Será que o senhor Sérgio Rassi não vê o preparo ridículo do Goiás? Sobre a festa das torcidas, foi maravilhoso, dentro do estádio é emocionante ver duas torcidas “brigando” pra ver quem grita mais alto, mas fora do estádio a mesma vergonha de sempre, brigas e mais brigas, devemos ter de novo proibição de materiais da organizada, lamentável. O estacionamento, ridículo, um desrespeito com o torcedor, as faixas no chão pintadas de forma em que os veículos fiquem bagunçados, a desorganização na saída, não há quem orientar, ficou simplesmente ridículo. Aconselho aos amigos nos próximos jogos a deixar nos estacionamentos em volta do Serra Dourada. E pra finalizar, espero que Enderson, Rassi e Ximenes estejam em consenso que esse time é fraco e que precisa de contratações pontuais, não “Cassiano’s” da vida. Oremos, mas oremos muito amigos esmeraldinos.

Foto: Site Goiás E.C.

Esmeraldino.com