Fabricantes vão ao ataque para desovar estoque

0
268

A Caixa Econômica Federal anunciou na última semana, o 8º Salão Auto Caixa, que será realizado entre os dias 18 e 20 de junho em parceria com a Anfavea (fabricantes), a Fenabrave (concessionárias) e o Banco Pan. O evento deverá contar com a participação de aproximadamente mil concessionárias.

É mais uma das ações que o setor está realizando com o objetivo de minimizar a queda de vendas, que está em 20,6% até maio. O Festival do Consorciado Contemplado, que incentiva o dono da carta de crédito a comprar, não apresentou até agora resultados significativos. Individualmente, Chevrolet, Peugeot e Nissan, entre outras, colocaram campanhas nas ruas para atrair clientes, conforme você vai ver mais adiante.

O Salão Auto Caixa oferece condições especiais de financiamento para pessoas físicas, sendo que, dependendo do perfil do comprador, ele poderá parcelar o pagamento do valor do total do carro, portanto sem pagar nada de entrada.

Cada comprador terá o seu perfil analisado e diante disto receberá as condições especiais de compra. O evento também irá oferecer condições especiais para pessoas jurídicas e frotistas. A expectativa é que com o Salão Auto Caixa (que é realizado pela oitava vez) sejam vendidos cerca de 33 mil carros, com faturamento de mais de R$ 1 bilhão.

“O Salão surge em um momento importante para o mercado, pois, além da queda de vendas, o setor sofre com restrições na hora de aprovar o financiamento”, disse o presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção.

A Chevrolet colocou na mídia esta semana uma ação agressiva para atrair o consumidor. A campanha “Milagre” oferece condições especiais para a compra, com o cliente escolhendo o valor da entrada e o número de parcelas. Para atenuar a falta de confiança do consumidor, a marca vai absorver quatro parcelas do financiamento caso o devedor seja demitido do emprego durante a vigência do contrato, num limite de R$ 1,5 mil por parcela.

A Peugeot, por sua vez, convida o consumidor a fazer um teste com o 208, confiando que, após a experiência, ele efetive a compra. Se a opção for a compra de um carro da concorrência, a Peugeot paga a quantia de R$ 500 ao consumidor.

E a Nissan inicia a campanha onde pagará 100% da tabela Fipe no carro usado dado como parte de pagamento na compra de um March ou um Versa, além de propostas como parcelamento em três anos “sem juros”.

WebMotors