Estudo: obesidade é contagiosa e culpa é de vírus da gripe

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

obesoTosse, espirros e coriza são as piores coisas de uma gripe? Não, segundo um estudo tcheco. Para os especialistas, os simples resfriados foram os responsáveis por espalhar a epidemia da obesidade que muitos países vivem hoje e o culpado é um vírus chamado adenovirus 36. Isso porque eles argumentam que só a mudança na rotina alimentar e de exercícios físicos dos últimos anos não foram os únicos responsáveis pelo aumento de peso da população. As informações são do site inglês Daily Mail.

O estudo mostrou que animais que receberam o vírus engordaram mesmo quando o cardápio continuava o mesmo porque suas células tinham mais tendência a armazenar gordura.

Os pesquisadores concluíram que adolescentes com sobrepeso e obesos tiveram 2,5 vezes mais chance de terem sido infectadas com o vírus do que os jovens com peso normal. Um outro estudo apresentou ainda que 30% das pessoas classificadas como obesas tinham traços do adenovírus 36 no organismo.

Richard Atkinson, um médico norte-americano que desenvolveu o último estudo por 15 anos, acredita que uma vez infectado, o vírus age por décadas no corpo humano aumentando o ganho de gordura. “Potencialmente, esse vírus afeta o peso há 20 anos e pior ainda, depois que a pessoa engorda, ela fica presa nisso, já que estas novas células de gordura não desaparecem”, afirma.

Atkinson desenvolveu uma vacina para evitar que o vírus cause obesidade, mas a ideia de que o excesso de peso é contagioso é tão nova que ele não conseguiu patrocínio para desenvolver o projeto.

[saiba_mais]

Se depois de contaminados, a solução da obesidade parece distante, o médico explica que o ideal é manter a imunidade alta com hábitos como dormir bem, evitar estresse e lavar sempre as mãos. Ficar afastado de pessoas com resfriado também é a melhor alternativa. “Você provavelmente não vai contrair o adenovírus 36 de uma pessoa gorda, mas são as pessoas magras e gripadas que devem ser evitadas”, explica o médico.

A pesquisa é polêmica entre os especialistas e a Dra. Irena Hainerova alerta: “muita comida e pouco exercício são as causas da epidemia de obesidade. O melhor conselho é comer de maneira saudável e se movimentar”.

Terra

Notícia postada em  

  • 3 de junho de 2014
  • Da Redação