Espanha devolve à Colômbia pequeno museu pré-colombiano roubado por narcotraficantes

museuO governo espanhol entregou à Colômbia uma coleção de quase 700 peças de arte pré-colombiana que foram roubadas por narcotraficantes. As obras, resgatadas durante uma operação policial realizada em 2003, estão estimadas em mais de US$ 7 milhões pela raridade do material encontrado. O valor cultural, no entanto, é incalculável. Ministério da Cultura ainda não definiu para qual museu será enviada a coleção, mas garantiu que ela será exposta “em um local de honra”.

“Hoje é um dia muito especial para a Colômbia”, disse o embaixador em Madri, Fernando Carrillo Flórez, ao assinar a ata de entrega das peças no Museu da América de Madri, nesta terça-feira (24/06). “A chegada de quase 700 peças à Colômbia é um dos acontecimentos culturais mais importantes dos últimos tempos”, afirmou.

Entre as 691 peças que regressarão ao país de origem estão vasilhas com forma humana ou decoradas com cabeças de animais, tigelas de cerâmica com desenhos geométricos em tons ocres, pequenos instrumentos musicais, colares, utensílios para pintar o corpo. O material data de 1400 a.C. até o século XVI.

O valor da coleção supera US$ 7 milhões, mas, “além do valor econômico, tem a ver com o mais profundo das suas raízes, que é expressão de sua própria cultura e, me atreveria dizer, da alma da nação colombiana”, afirmou o diretor geral da polícia espanhola, Ignacio Cosidó.

m 2003, uma operação policial em Madri descobriu 885 peças arqueológicas que foram “compradas na Colômbia ou em outros países” e possivelmente seriam vendidas como forma de lavar dinheiro. O material estava na casa de um dos 29 colombianos e espanhóis detidos na ação, como explicou Cosidó.

[Uma das peças resgatadas pela polícia espanhola/]

A partir da descoberta, teve início um trabalho de cooperação entre ambos os países para determinar a origem das peças. O levantamento determinou que 42 das obras eram falsas e 691, colombianas. As outras 150 seguem sem origem reconhecida.

Para o diretor geral de Belas Artes do Ministério da Cultura espanhol, Jesús Prieto, trata-se de um “pequeno museu da arqueologia colombiana” já que contém expressões das culturas Calima, Nariño, Tuncahuán, Piartal, Quimbaya e Sinú, entre outras.

Operamundi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Por segurança, é necessário o uso do serviço reCAPTCHA do Google, que está sujeito à Política de Privacidade e aos Termos do Google. de uso .

I agree to these terms.

VOCÊ PODE GOSTAR