Escócia tem apoio de Reino Unido após confirmação de caso de ebola em Glasgow

0
49

Paciente desembarcou em avião da British Airlines após passar por Casablanca e Londres

ebolaO governo da Escócia confirmou nesta segunda-feira (29/12) um caso de ebola na cidade de Glasgow após a chegada de uma profissional da saúde proveniente de Serra Leoa, um dos principais focos da epidemia na África Ocidental. No Twitter, o primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron, anunciou que está trabalhando com sua homóloga escocesa, Nicola Sturgeon, “para garantir que tudo o que for possível será feito para auxiliar a paciente com ebola e proteger a saúde pública”.

Sem identidade ainda revelada, a paciente infectada chegou na noite de domingo (28/12) a Glasgow, após desembarcar do voo BA 1478, da companhia British Airways, que fez escalas em Casablanca (Marrocos) e Londres.

De acordo com o governo escocês, a doente está isolada e sob observação na unidade de doenças contagiosas do hospital Gartnavel. Segundo a mídia local, autoridades estão agora tentando rastrear e entrar em contato com pelo menos 71 outros passageiros que estavam no mesmo avião que ela.

“Todos os possíveis contatos que a paciente pode ter tido estão sendo agora investigados e qualquer um que possa estar em risco (de contágio) será submetido à observação. No entanto, ao ser diagnosticado no início da doença, o risco para outros é considerado extremamente baixo”, tranquilizou um porta-voz do governo escocês às agências de notícias.

Trata-se do pior caso de epidemia de ebola na história. Nesta manhã a OMS (Organização Mundial de Saúde), anunciou que o número de pessoas infectadas pelo ebola em Serra Leoa, Libéria e Guiné superou 20.000, e ao menos 7.842 morreram devido à doença até o momento.

Operamundi