Entenda os rótulos de azeite

0
121

O azeite é um produto 100% natural: um verdadeiro sumo de azeitonas, se comparado à variedade dos óleos vegetais que são extraídos de sementes oleaginosas moídas. O nome “azeite de oliva” não pode ser utilizado para as misturas de azeite com outros óleos (esses são chamados de óleos compostos). Confira os principais tipos comercializados:

1. Azeite Puro:

Uma mistura de azeites refinado e virgem. Apresenta menos de 1,5% de acidez. Como é pouco concentrado, o sabor é suave, e o seu preço é muito menor do que os demais. Indicado para preparar frituras e assados.

2. Azeite Refinado:

É obtido após o refinamento do azeite virgem, derivado do mesmo esmagamento; porém, passa por processos químicos, e é misturado com sementes oleaginosas. Há redução de sabor, coloração e aroma. Ideal para frituras de imersão, por aguentar altas temperaturas e ser pouco absorvido pelo alimento.

3. Azeite Virgem:

De sabor acentuado, é aquele extraído da segunda prensa das azeitonas, e sua acidez máxima deve ser de 2%. Ideal para ser usado em molhos ou maioneses.

4. Azeite de Oliva Extra Virgem:

É retirado da primeira prensa das azeitonas e, após escorrer de uma bica, é coado e separado das impurezas. Apresenta uma acidez máxima de 1% (os melhores alcançam 0,4% a 0,5%). Deve ser utilizado para temperar pratos crus, como carpaccio e saladas.

CL