Enquanto aguarda Marcão, Vila contrata zagueiro Gustavo, ex-Fla e Atlético-GO

0
178

vilaA indefinição ainda existe, tanto dentro como fora de campo. Se o Vila sairá ou não da crise atual, pouco parece importar, já que o clube segue contratando peças para compor o elenco. Ainda no aguardo do acerto final com o atacante Marcão, o Vila concluiu a chegada do zagueiro Gustavo, que pertencia ao Flamengo e já passou pelo futebol goiano, atuando pelo Atlético-GO. O jogador chega nesta quarta-feira e assina contrato até o fim do ano.

Gustavo “Geladeira”, como ficou conhecido no clube carioca e também no Dragão, atuou pela última vez com a camisa do Boavista, na Copa do Brasil e no Campeonato Carioca, onde fez 16 jogos e marcou dois gols. De volta ao Flamengo, não teve mais oportunidades e aguarda a rescisão do contrato nesta terça-feira para se apresentar ao Vila. Ele será o sexto zagueiro a disposição de Márcio Azevedo, que já conta com João Paulo, Vitor Pio, Diego Bispo, Júlio e Gabriel.

Gustavo Silva Conceição tem 28 anos, 1,78m de altura e é natural de Cachoeiro de Itapemirim (ES). O jogador iniciou a carreira como profissional em 2007, pelo Tigres (RJ), e desde então passou pelo Potiguar, CRB, Duque de Caxias, Ipatinga e Boavista até chegar ao Flamengo em 2011. No rubro-negro carioca, foram apenas 10 jogos em dois anos, e com o pouco espaço, foi emprestado ao Atlético em 2012, onde fez 25 jogos e acabou rebaixado com o clube no fim do ano para a Série B.

Negociação travada

A vinda de Marcão segue com o mesmo status de antes: ele está acertado, com vontade de jogar no Vila, mas o clube goiano ainda negocia a liberação junto ao Atlético-PR. Roni, diretor de futebol do Vila, destacou que o jogador despertou interesse do mundo árabe e pode jogar fora do país. O dirigente explicou que quer uma definição rápida e aposta em casamento perfeito do atacante com a camisa colorada.

“Não tá descartada. O Marcão não será um salvador da pátria, mas ele tem uma característica que nos leva a crer que vai se dar muito bem vestindo a camisa do Vila. É o estilo agressivo de jogar, não tem bola perdida, muito raçudo e isso condiz muito com nossa tradição. Estamos fazendo o maior esforço pra trazê-lo, o problema é que saiu uma noticia que o Figueirense estaria interessado, mas isso não aconteceu e eu estou tentando retomar essa negociação”

730