Empresa de presidente do Paraguai ganhou seis concorrências do Estado em 2014

paraguaiUma empresa do presidente do Paraguai, Horacio Cartes, recebeu neste ano seis contratos do Estado, apesar da lei restringir a participação de funcionários públicos em licitações, enquanto membros do governo afirmaram que não existem irregularidades.

Os contratos, cujos detalhes e adjudicação estão disponíveis na página de internet da DNCP (Direção Nacional de Contratações Públicas), somam 1,794 bilhão de guaranis (cerca de R$ 930 mil) desde janeiro deste ano, de acordo com os jornais ABC Color e La Semana.

A empresa ganhadora é a Aero Centro, que representa a Companhia Aeronáutica Cessna no Paraguai desde 1958.

A companhia faz parte do conglomerado empresarial de Cartes, que inclui 20 empresas envolvidas com tabaco, bebidas, esportes, bancos, publicidade e pecuária, entre outros.

A lei de contratações proíbe a participação em licitações públicas dos funcionários “que intervenham em qualquer etapa do procedimento de contratação e que tenham interesse pessoal, familiar ou de negócios com o fornecedor ou contratista”.

O titular da DNCP, Santiago Jure, declarou hoje à rádio Cardeal que “não há nenhuma irregularidade” nos contratos, cinco dos quais foram com o Ministério da Defesa e um com o Indert (Instituto Nacional de Desenvolvimento Rural e da Terra), segundo detalhou.

Do mesmo modo, o titular do Inderp, Justo Cárdenas, defendeu hoje o contrato dessa entidade com a Aero Centro em declarações na saída de uma reunião com Cartes. “O Indert tem uma aeronave marca Cessna, que necessita serviço técnico de manutenções normais a cada 50 horas de voo, e isso somente pode ser feito pela oficina autorizada pela fábrica central”, disse.

Cárdenas garantiu que o contrato “cumpre todas as exigências” e que não buscará outra oficina mecânica porque, segundo sua opinião, isso colocaria em perigo quem viajasse na aeronave.

O Indert também paga à Aero Centro pelo estacionamento da aeronave, informou.

Segundo a página da DNCP, o contrato do Indert com essa empresa foi adjudicado no último dia 23 de junho, por um valor de 300 milhões de guaranis (cerca de R$ 155 mil), após uma licitação na qual foi a única participante. 

Operamundi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock Detected

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios