Dupla paulista iguala oferta, Goiás aceita e Thiago Mendes é quem vai decidir o futuro

0
53

goiasVolante esmeraldino de 22 anos deverá escolher se vai atuar no São Paulo ou no Palmeiras na próxima temporada. Os rivais paulistas chegaram ao valor que o Goiás esperava e Sérgio Rassi revela que Edminho Pinheiro foi determinante na negociação.

Falta muito pouco para o volante Thiago Mendes, do Goiás, ser negociado e iniciar 2015 em um novo clube, muito provavelmente paulista. Palmeiras e São Paulo, que promovem um choque-rei pelo jogador, chegaram ao valor que o Goiás pediu: €1,8 milhão por 40% dos direitos do atleta. Agora, o que resta é a vontade do atleta, que poderá escolher se irá atuar com a camisa tricolor ou continuar vestindo verde no próximo ano.

Quem confirma a informação é o próprio presidente do clube, Sérgio Rassi, em entrevista ao programa Debates Esportivos, da 730. O mandatário recebeu nesta quarta-feira um dirigente do Palmeiras e Edminho Pinheiro, conselheiro do clube que foi “convocado” para a negociação, já mantinha contato com o representante do São Paulo. Os dois clubes fizeram propostas menores, mas o Goiás bateu e pé e conseguiu chegar ao patamar esperado.

[saiba_mais]

“Criou-se um pequeno impasse porque as duas agremiações estão lutando pelo seu ingresso e nós deixamos, como eu acho que é correto, que o jogador decida com o procurador o que ele julgar que seja mais conveniente. Isso está em fase de decisão e eu acredito que até o final da tarde a gente já fique sabendo que clube o Thiaguinho vai defender no ano que vem”

O Goiás tem apenas 40% dos direitos econômicos do jogador, enquanto a Lupi, que era uma empresa parceira do Goiás, tem mais 40%, e o empresário do atleta conta com 20% restantes. Rassi explica que o time ucraniano que estava no páreo foi descartado por oferecer apenas €3,5 milhões por 100% do jogador, o que não foi visto como um negócio lucrativo. Rassi explicou os motivos da entrada de Edminho Pinheiro na negociação.

“Quando chegou a €1,5 milhão e ficava aquele negócio de telefone pra lá e pra cá, eu falei pro Edminho: ‘quero sua ajuda por duas razões: não chegamos em €1,8 milhão e eu conheço seu poder de barganha, e em valores de grande cifra, eu me sinto muito mais a vontade que eu divida a responsabilidade com alguém’. Eu não gosto de ficar em uma sala fechada, com o clube interessado e sair com uma negociação. Dessa forma, o Edminho conseguiu chegar a €1,8 milhão”

O presidente ainda explicou que, se Thiago Mendes não gostar de nenhuma das duas propostas, ele permanece no Goiás normalmente, algo que Rassi acha muito difícil de acontecer. Thiago Henrique Mendes Ribeiro, de 22 anos, ascendeu ao time profissional do Goiás em 2010, quando ficou no banco de reservas no último jogo da Série A, contra o Corinthians, quando o Goiás estava rebaixado e recheado de garotos. A primeira chance veio em 2011 e de lá para cá foram 166 jogos com a camisa esmeraldina, com nove gols marcados.