Diretor do Butantan diz que Bolsonaro ignorou oferta de 60 milhões de doses

Da Redação
27/05/2021 - 15:25
  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Linkedin
  • Compartilhe no Telegram
  • Compartilhe no WhatsApp

Diretor do Butantan diz que Bolsonaro ignorou oferta de 60 milhões de doses

Na CPI da Covid nesta quinta (27), o diretor do Butantan, Dimas Covas, afirmou que Jair Bolsonaro nada investiu no instituto e, em contrapartida, despejou R$ 1,9 bilhão na AstraZeneca.

Ele concordou com Omar Aziz que o governo federal “não colocou nenhum real no Butantan”.

O valor dado para a vacina de Oxford, a AstraZeneca, se deu a partir da MP que instituiu a Lei Nº 14.107.

Dimas Covas afirmou que houve um oferecimento de 60 milhões de doses da CoronaVac ao governo federal ainda em julho de 2020, mas o instituto não recebeu uma resposta efetiva. Segundo o pesquisador, em outubro de 2020, foi feita uma nova oferta de 100 milhões de doses.

O diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, disse que foi frustrante ouvir as declarações do presidente Jair Bolsonaro sobre a CoronaVac e o consequente atraso nas negociações da aquisição do imunizante em outubro de 2020. Dimas Covas disse ainda que não houve nenhum apoio financeiro do governo federal no desenvolvimento da vacina.

Fonte: Agência Senado

Não satisfeito, o genocida ainda pregou contra o imunizante nas redes sociais e em eventos oficiais.