Dieta mediterrânea auxilia até mesmo a retardar envelhecimento do DNA

0
40

dieta_mediterrânicaA dieta mediterrânea é sabidamente conhecida por seus benefícios para saúde, mas uma nova pesquisa aponta que ela ajuda inclusive a manter a juventude genética, informou nesta quarta-feira, a revista médica “British Medical Journal” (BMJ).

O consumo de verduras, peixes, fruta e azeite de oliva ajudam a evitar o envelhecimento do DNA, de acordo com o estudo da Universidade de Harvard, que analisou o impacto da dieta nos telômeros, estrutura localizada na ponta dos cromossomos que protegem os códigos genéticos.

À medida que envelhecemos, os telômeros diminuem e sua integridade e sua estrutura fica debilitada, o que está associado ao desenvolvimento de doenças cardíacas e alguns tipos de câncer.

Os autores do estudo acompanharam de perto a saúde de 4.676 enfermeiras de meia idade durante um período de dez anos e avaliaram o impacto da dieta nos telômeros.

Os pesquisadores descobriram uma relação entre a dieta mediterrânea e telômeros mais longos. As enfermeiras que consumiam de maneira regular peixes, frutas e azeite tinham esta estrutura mais saudável e longa.

“Em resumo, aderir a uma dieta mediterrânea está muito associado com a longitude dos telômeros, um marcador de envelhecimento biológico”, apontou a pesquisa.

Os resultados só reforçam os benefícios de se adotar a dieta em prol da saúde e da longevidade, afirmaram os especialistas.

Ao saber do estudo, a Fundação Britânica do Coração disse que os resultados reforçam a recomendação deste tipo de dieta equilibrada para reduzir o risco de desenvolver doenças cardíacas.

Terra