Dia Mundial Sem Tabaco: 90% dos pacientes com câncer de boca são fumantes

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

Dia Mundial Sem Tabaco: Outras doenças como gengivite e halitose também são causadas pelo tabaco.

No Dia Mundial Sem Tabaco (31), é importante alertar sobre as doenças orais causadas pelo tabagismo. Em apenas um cigarro existem cerca de 5  mil substâncias químicas tóxicas, sendo que 60 delas apresentam atividades cancerígenas, as quais ficam em contato diretamente com a mucosa oral. Segundo o último relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS), sete milhões de pessoas morrem por ano por causa das doenças causadas pelo fumo.

Ainda, de acordo com a OMS,  90% dos pacientes com câncer de boca são fumantes. Segundo Ianara Pinho, cuidados podem detectar as doenças na bucais, mas não descartam os riscos. A dentista aponta que a nicotina possui um alto grau de dependência, o que dificulta no processo de largar o hábito. Sendo assim, em maioria dos casos, o paciente precisa de apoio. Ao deixar o cigarro, o indivíduo melhora sua saúde em geral.

“As precauções, como boa higiene, podem amenizar as doenças, mas não as eliminam. É importante consultar um dentista periodicamente e ficar atento às alterações na boca, a exemplo das cicatrizações. Elas não podem demorar mais do que 15 dias”, alerta.

Doenças causadas pelo fumo:

Comprometimento dos tecidos gengivais – Em apenas um cigarro existem 5 mil substâncias químicas, os quais afetam diretamente à gengiva. Entre os problemas causados pelo tabagismo, estão  a redução da vascularização, o aprofundamento das bolsas periodontais, a alteração da resposta inflamatória e imunológica e as interferências em cicatrizações pós- terapias.

Guna (Gengivite Ulcerativa Necrosante Aguda) – Trata-se de uma doença periodontal, que afeta geralmente jovens, podendo causar úlcera, necrose, dor e sangramento da gengiva.

Candidíase (sapinho) – São pequenas lesões brancas na língua ou na bochecha. O tratamento é feito com medicamento antifúngico.

Xerostomia-  Também conhecida como “boca seca”, é ocasionado pela diminuição da quantidade de saliva, pode ser resolvido com uma boa higiene bucal. Porém, em casos mais graves, é preciso reativar a secreção das glândulas salivares.

Halitose ( mau hálito) –  mau cheiro causado pelo cigarro.

Câncer bucal-  É uma das doenças mais comuns causadas pelo tabagismo. Os sintomas clínicos desta doença são: a úlcera,  surgimento de bordas nítidas elevadas e endurecidas e o sangramento fácil. Além da cicatrização tardia de feridas na boca.

Para a especialista, sinais podem indicar que há algo de errado. “Caso a pessoa detecte feridas, manchas ou nódulos na mucosa bucal ou nos lábios, ínguas etc é importante consultar um profissional”, aconselha. Ianara garante que a melhor maneira de diminuir as doenças citadas acima é parar de fumar.

Notícia postada em  

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e nosso Termos de Uso, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.