Dia Mundial de Combate ao Parkinson é celebrado neste sábado

Data promove conscientização sobre sintomas e tratamentos da doença

ParkinsonNeste sábado, 11, é comemorado mundialmente o Dia de Combate à Doença de Parkinson, uma data que promove a conscientização sobre o que é e quais são os sintomas da doença. Em todo o mundo, cerca de 4 milhões de pessoas tem Parkinson. O dia escolhido é o do nascimento do médico James Parkinson, que foi o pioneiro na descrição da enfermidade.

O Parkinson é uma doença neurológica ainda sem cura cujo principal sintoma é o tremor nas mãos. O tratamento une medicamentos a procedimentos complementares, como fisioterapia, terapia ocupacional, educação física e atendimento psiquiátrico nos casos de depressão ou demência. Em alguns casos, o paciente também pode passar por cirurgias que diminuem a gravidade dos tremores causados pela doença.

A doença pode apresentar ainda sintomas como rigidez muscular; distúrbios urinário, de fala, e de sono; depressão; demência e dificuldade para engolir alimentos. Cada paciente manifesta estes sintomas de maneira diferente, o que pode dificultar o diagnóstico do mal. A causa do Parkinson é a deficiência na produção de dopamina, um neurotransmissor que atua no controle de movimentos, aprendizado, emoções e memória.

Craspi

A Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia (SMS) possui uma unidade especializada no atendimento a esta faixa etária, o Centro de Referência em Atenção à Saúde da Pessoa Idosa (Craspi). Segundo a geriatra Patrícia Mendonça, pelo menos 50 pacientes com a doença são atendidos na unidade. No local, além de receberem o tratamento medicamentoso, os usuários recebem acompanhamento de um terapeuta ocupacional e de um fisioterapeuta, além de praticarem exercícios físicos.

Mendonça destaca que, embora o Parkinson não tenha cura, os pacientes em tratamento conseguem levar uma vida normal, retardando e amenizando os sintomas da doença. O ambiente em que a pessoa com Parkinson vive e frequenta também pode diminuir o impacto da enfermidade.

Ascom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock Detected

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios