Aparecida de Goiânia, domingo, 17 de outubro de 2021
Pesquisa

Datafolha mostra que 53% rejeitam a administração de Bolsonaro

Redação
16 de setembro de 2021

Pesquisa mostra que 59% dos jovens rejeitam Bolsonaro, só 29% dos evangélicos o apóiam e hoje presidente correria risco de não passar ao segundo turno.

Crescente, a rejeição ao presidente Jair Bolsonaro atingiu novo recorde, segundo pesquisa divulgada na tarde desta quinta-feira (16) pelo instituto Datafolha. Mais da metade dos entrevistados (53%) consideram o governo ruim ou péssimo. Assim, a taxa de rejeição aumentou 19 pontos percentuais em pouco mais de um ano: em agosto do ano passado, eram 34%. Os resultados para o presidente são melhores entre os mais ricos e empresários.

Ele tem rejeição muito maior do que a dos ex-presidentes Dilma Rousseff e Luiz Inácio Lula da Silva em períodos similares. Enquanto Jair Bolsonaro ostenta 53%, a reprovação de Lula era de 23% em julho de 2005 e a de Dilma, 22% em agosto de 2013. O atual presidente perde, inclusive, do missivista Michel Temer e para os também ex-presidentes José Sarney e Fernando Collor (outro aliado).

Os que avaliam o governo como “ótimo” ou “bom” agora são 22%. Há pouco mais de um ano, eram 34%. O “regular” está em 24%. De acordo com a mais recente pesquisa do Datafolha, 59% dos eleitores entre 16 e 24 anos rejeitam o presidente da República, um público que costuma ser muito ativo tanto nas redes sociais quanto em manifestações.

A reprovação dispara e vai a 85% entre eleitores com ensino superior. Chega a 73% entre estudantes, a 61% entre homossexuais/bissexuais e a 59% entre negros e jovens de 16 a 24 anos. Aumentou a rejeição a Bolsonaro, para 50%, entre os quem recebem de 5 a 10 salários mínimos. E sobe a 56% na faixa de menor renda.

Discurso de Bolsonaro contra corrupção ‘caiu por terra’, afirma senador
A aprovação é maior entre os que ganham mais de 10 mínimos (47%) e empresário (38%). Mas, mesmo entre evangélicos, uma de suas principais bases, o presidente vem perdendo terreno: a reprovação (41%) supera a aprovação (29%). Na pesquisa anterior, havia empate técnico (34% e 37%, respectivamente).

O Datafolha informa ter ouvido, presencialmente, 3.667 pessoas com mais de 16 anos, em 190 municípios. A pesquisa foi feita entre segunda-feira e ontem (13 a 15), e a margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

Com informações da RBA

DENÚNCIA DE IRREGULARIDADES?

envie um email para

[email protected]

2005 - 2021
magnifiercross linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram