Correios devem economizar R$ 51,5 milhões por ano com smartphones

0
45

correiosOs Correios esperam ter uma economia estimada em R$ 51,5 milhões por ano com a implantação de smartphones em seus serviços de entrega de correspondência do tipo Sedex 10. A estatal diz que o uso dos dispositivos vai melhorar o sistema de logística em centrais de distribuição e ampliar a oferta de serviços.

O projeto, chamado Mobilidade dos Correios, deve reduzir o tempo de preparação de listas de liberação de carga e auxiliar o monitoramento dos percursos dos carteiros nas ruas, e acordo com o vice-presidente de tecnologia e infraestrutura da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, Antônio Luiz Fuschino.

“O gerente do centro de distribuição consegue saber se ele (o funcionário) está no fim da rota de entregas ou nos trabalhos finais”, afirmou. O anúncio dos serviços foi feito no primeiro dia de atividades do 20º Conip, que acontece até esta quinta-feira (14), em São Paulo. A estimativa é de que o serviço de entrega pode ser otimizado em 50 minutos a menos por dia.

O sistema começou a ser implantado em agosto do ano passado, com cerca de dois mil carteiros nos estados de Goiás, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Pernambuco, Piauí, Bahia, Mato Grosso do Sul, Ceará, Espírito Santo e Distrito Federal.

Os Correios também vão implantar terminais de autosserviço para que os usuários possam fazer a retirada de pacotes por meio de cadastro com número de celular. O sistema começou a ser testado em duas unidades em Brasília, e outros oito terminais serão colocados em São Paulo, oito no Rio de Janeiro e quatro em Curitiba.

GGN