Copa do Mundo fortalece imagem do Brasil como destino turístico

0
79

turismoOs executivos responsáveis pelos Escritórios Brasileiros de Turismo (EBTs) estiveram na sede da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) para apresentar resultados e planejar o trabalho para o restante deste ano, a partir das primeiras impressões dos países onde estão instalados e a identificação do perfil dos mercados, os executivos, após a realização da Copa do Mundo 2014.

Segundo a chefe de gabinete do Instituto, Kátia Bitencourt, o trabalho desenvolvido pelos profissionais nos mercados que atuam foi fundamental para a Embratur obter dados da demanda turística após a realização do Mundial.

“O Brasil recebeu 1 milhão de estrangeiros no período da Copa, um número expressivo que ajudou na divulgação do País como sede de grandes eventos. Os consultores reportaram o grande interesse pela comercialização do Brasil após a megaexposição que o Mundial gerou nos mercados onde estão instalados”, destacou Kátia, que participou do encerramento do encontro com os profissionais das Américas.

Durante os eventos, os consultores destacaram as tendências e as oportunidades nos mercados onde operam e reforçaram o aumento nas solicitações de informações por novos destinos devido à grande exposição do País durante a Copa do Mundo. Com as informações, a Embratur está trabalhando para a manutenção do fluxo turístico após o mundial de futebol, focando suas ações na diversificação de destinos e na inclusão do Brasil em operadores que ainda não ofertam o País.

“Isso demonstra que o trade turístico está atendendo a forte demanda do público final interessado em visitar o Brasil após o grande evento”, informou a chefe de gabinete. Para o segundo semestre, já se planejou uma agenda intensa de capacitação da rede de distribuição dos maiores operadores internacionais, bem como a continuidade de ações de inclusão de destinos brasileiros em catálogos desses profissionais. “A Embratur entende que cada mercado de atuação se comporta de forma distinta. Com os dados demonstrados, o Instituto irá trabalhar a estratégia de atuação nos mercados para atender as demandas específicas”, finalizou.

A reunião contou com a presença dos consultores da América do Norte I, com base em Nova York; América do Norte II, sediado em Los Angeles; América do Norte III, fixado em Chicago; América do Sul I, com base em Buenos Aires, que atende Argentina, Uruguai e Chile; América do Sul II, com base em Lima, responsável pela Colômbia, Peru, Bolívia, Paraguai, Equador e Venezuela. Os responsáveis pelos escritórios na Espanha, Itália e Portugal também estiveram reunidos no Instituto.

Aumento de voos entre junho e julho

De acordo com levantamento realizado pela Embratur, o número de voos estrangeiros para o Brasil aumentou 14% em junho e julho de 2014, na comparação com igual período do ano passado. Por região, o maior crescimento foi registrado nos voos com origem na América Latina, com alta de 20% – passaram de 1.226 para 1.472 voos no período.

“O aumento do número de voos em países vizinhos reforça nossa estratégia de investir no turismo intrarregional para elevar o receptivo de visitantes internacionais do Brasil a um novo patamar”, comemorou o presidente do Instituto, Vicente Neto, que participou da abertura do encontro com executivos da Europa, promovido no último dia 4, na sede da Embratur.

Neto destacou que o Instituto está em fase de planejamento de novas ações. “Entramos em um novo ciclo, com desafios diferentes, e queremos continuar contribuindo para que o turismo internacional cresça de forma sustentável, atingindo assim a meta dos 10 milhões de visitantes estrangeiros em 2020, e a atuação de vocês, executivos dos Escritórios Brasileiros de Turismo, é fundamental para esse alcance”, disse. Segundo ele, uma nova campanha publicitária deverá ser lançada e novos eventos exclusivos sobre o Brasil, com foco nas Olimpíadas de 2016, também estão previstos para este semestre.

Os EBTs

Os Escritórios Brasileiros de Turismo (EBTs) são unidades avançadas de promoção, marketing e apoio à comercialização de produtos, serviços e destinos turísticos brasileiros no mercado internacional. Têm como principal atribuição promover e divulgar o turismo brasileiro nos mercados-alvo, oferecendo alternativas que contribuam para a consolidação da imagem do País como um destino turístico atraente e competitivo.

O Ministério do Turismo, por meio da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), iniciou essa política em janeiro de 2004 com a instalação do EBT Portugal. De lá para cá, os EBTs conquistaram a confiança tanto dos mercados em que atuam quanto dos órgãos oficiais e das empresas brasileiras do setor. O planejamento das atividades dos EBTs é focado na parceria e no relacionamento com os principais agentes econômicos responsáveis pelo turismo emissivo em cada país, dentre eles operadores e agentes de viagens, companhias aéreas, formadores de opinião e entidades de classe.

Portalbrasil