Bem-vindo(a) à Aparecida de Goiânia
Eleições 2022

Com voto de Marconi e Serra, o governador João Doria derrota Aécio e Leite no PSDB

Redação
28 de novembro de 2021

Com apoio de lideres históricos do PSDB como o senador José Serra (PSDB-SP) e o ex-govenador Marconi Perillo (PSDB-GO), o governador de São Paulo, João Doria, venceu neste sábado (27) as prévias do PSDB para escolher quem representará o partido nas eleições presidenciais de 2022. Ele obteve 53,99% dos votos e superou o governador Eduardo Leite (44,66%), do Rio Grande do Sul, e o ex-prefeito de Manaus Arthur Virgílio Neto (1,36%). O grande derrotado no PSDB foi o deputado federal Aécio Neves (PSDB-MG), que queria os tucanos apoiando a reeleição do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

A candidatura só será oficializada com o registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), cujo prazo se encerra em agosto do próximo ano. No discurso da vitória, Doria evitou comentar a possibilidade de abrir mão da disputa para compor uma chapa com outro candidato da chamada "terceira via".

::: Bolsonaro derrete, Moro não decola e Lula segue líder: leia as pesquisas eleitorais da semana :::

O tucano afirmou que pretende "conversar com todos" os outros postulantes de direita e centro-direita, citando a senadora Simone Tebet (MDB-MS), o senador Rodrigo Pacheco (PSD-MG), o ex-ministro Luiz Henrique Mandetta (União Brasil, fusão do DEM e PSL) e o ex-juiz Sergio Moro (Podemos).

Depois do anúncio do resultado, Doria atacou rivais, como o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), prováveis adversários na eleição presidencial do ano que vem. O governador paulista também falou em vencer "a corrupção e a incompetência".

::: PSDB suspendeu eleição que apontou candidato à presidência por falhas em aplicativo :::

"Os governos Lula e Dilma representaram a captura do estado pelo maior esquema de corrupção do qual se tem notícia no país, a moralidade convertida em roubalheira. Fazer políticas públicas para os mais pobres não dá direito, a quem quer que seja, de roubar o dinheiro público. Os fins não justificam os meios", declarou.

Segundo Doria, Bolsonaro "vendeu um sonho e entregou um pesadelo": "Nosso fraterno Brasil se transformou no Brasil da discórdia, da desunião, do conflito, da briga entre familiares e amigos, da arrogância política. Da violência contra a democracia. Dos ataques à imprensa e a jornalistas".

::: Votação do “PL da Grilagem”, de Joao Doria, é adiada por uma semana :::

Nas pesquisas eleitorais, contudo, o tucano está longe de se mostrar um candidato competitivo. Nessa semana, a divulgação de levantamentos feitos por Paraná PesquisasPoderData e Ipespe mostrou que o desempenho de Doria varia de 1% a 5% das intenções de voto.

Os estudos apontam a consolidação de Lula na dianteira e a tendência de queda do atual presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Moro e Ciro Gomes (PDT) aparecem na disputa pela terceira colocação. Confira aqui as pesquisas eleitorais da semana.

Brasil de Fato lista os partidos que já anunciaram oficialmente pré-candidaturas à Presidência da República. Apesar de liderar as pesquisas, Lula tem afirmado que vai decidir seu papel na disputa presidencial "entre fevereiro ou março". Bolsonaro, por sua vez, deve fazê-lo na terça-feira (22), quando participa de ato de filiação no PL. Pacheco é tratado como candidato pelo PSD, mas ainda não confirma que estará na disputa. 

Confira os candidatos:

Novo: Luiz Felipe D'Ávila foi confirmado pela sigla em 3 de novembro, durante encontro em Brasília.

MDB: Simone Tebet foi anunciada pelo presidente da sigla nas redes sociais em 23 de novembro.

Cidadania: Alessandro Vieira foi confirmado em reunião da Executiva Nacional do partifo em 9 de setembro.

PDT: Ciro Gomes chegou a suspender a pré-candidatura, mas retomou em 10 de novembro.

PSDB: João Doria foi confirmado pelas prévias internados do partido neste sábado (22).

Brasil 35: Cabo Daciolo divulgou sua pré-candidatura pelo novo partido em 30 de outubro.

Podemos: Moro foi confirmada pela presidente do partido em entrevista em 11 de novembro.

Edição: Thales Schmidt

DENÚNCIA DE IRREGULARIDADES?

envie um email para

[email protected]

2005 - 2022
magnifiercross linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram