Com impasse, data de Goiás e Vila ainda não é oficial

0
121

O clássico sempre tem fatos e traços que alimentam mais a ansiedade. Neste Goiás e Vila Nova da semifinal, não é diferente. Hoje, mais um capítulo deixou incertezas no ar. O responsável? A Secretaria de Segurança do Estado de Goiás. Não, nada em relação a torcida ou a violência nas arquibancadas, mas sim em relação ao impeachment da atual presidente Dilma.

Mas espera, como um impeachment pode interferir num jogo de futebol? Simples. A votação na Câmara dos Deputados está marcada para o próximo domingo, às 14h. Por este motivo, um contingente policial numeroso trabalhará nas ruas de Goiânia visando assim vigiar e conter os manifestantes pró e contra o ato a ser votado em Brasília. Sem polícia para o jogo, o secretário de segurança pública, José Éliton, decidiu por bem ordenar a alteração da data do mesmo.

Nova data:

Um impasse acontece para a confirmação da nova data. Com o ofício da Secretaria de Segurança Pública em mãos, a FGF através do presidente André Pitta já pré-marcou a nova data: segunda-feira, 18 de abril, às 20h. A data foi aceita pelo mandante do Vila Nova, que já conta com uma diminuição do público e consequentemente da renda. Mas, o jogo ainda não está confirmado. Além da segunda-feira, sábado, dia 16, poderia ser uma opção, mas haverá um evento de música sertaneja (Festeja) no estádio.

Para a alteração da data do dia 17 para o dia 18, a partida entre Goiás e River-PI, jogo da volta da Copa do Brasil marcado para o dia 20, quarta-feira, deveria ser alterada para o dia 27. Mesmo com o ofício da FGF enviado a CBF, ainda não há resposta da Confederação, e assim não há confirmação oficial da partida da semifinal do Goianão para a segunda-feira. Até o momento, nenhum dos sites oficiais confirmou a mudança. O site da CBF mantém, inclusive, a data da partida da Copa do Brasil para o dia 20 de abril.

Desta maneira, e sem definições oficiais, os times se preparam spara a primeira e a segunda partida da semifinal. Enquanto isso, resta aos torcedores que iriam a partida no domingo, ou pelo menos que acompanhassem o jogo via televisão, que assistam a votação do Impeachment na Câmara dos Deputados.

Esmeraldino.com