Com duas lutas nos últimos três anos, Thiago Pitbull projeta título em 2016

0
103

pitbullAs lesões foram constantes no passado recente de Thiago Alves, também conhecido como Thiago Pitbull. Prova disso é que, nos últimos três anos, o peso-meio-médio só pisou no octógono do Ultimate em duas oportunidades (uma em 2012 e a outra em abril deste ano). No total foram quatro lesões durante o período que necessitaram de cirurgia (joelhos direito e esquerdo, bíceps esquerdo e peito esquerdo). Mas ele garante que em 2015 será diferente e o deixará próximo mais uma vez de uma disputa de cinturão, que ele projeta para 2016.

Pitbull já teve a chance uma vez, em 2009, mas foi superado por Georges St-Pierre por decisão unânime. Vindo de vitória sobre Seth Baczynski, ele terá em Jordan Mein o seu próximo desafio, dia 31 de janeiro, no UFC 183.

– Em 2015 quero lutar no mínimo três vezes, estar bem ativo e vou aproveitar que estou começando logo em janeiro. Vejo que a categoria está perfeita para eu voltar em 2015, ganhar umas quatro lutas e pegar o cinturão em 2016 – afirmou, em entrevista ao Combate.com.

Confiante na vitória contra Mein, ele fez elogios ao canadense, mas disse ser superior ao rival em todas as áreas.

– Ele é completo, novo, agressivo, experiente, mas acho que sou melhor do que ele em tudo. Em pé, no chão e no wrestling. Só tenho que estar 100% saudável, bem preparado física e tecnicamente e impor meu jogo que aí com certeza vou ganhar. Acredito que a luta vá ser toda em pé, sem muito chão,  mas se for para o chão também estou preparado – analisou.

O peso-meio-médio, que tem 20 vitórias e nove derrotas na carreira, também comentou sobre o corte de peso neste final de ano, com as festas de Natal e Ano Novo e revelou que não está tendo problemas com as guloseimas tradicionais das datas.

– Está tudo na boa, sempre estou na dieta, então estamos em um programa há duas semanas. Já estava esperando pelo Natal e Ano Novo e isso não é problema. Como sabia que teria uma refeição grande no Natal, preparei meu corpo para receber e aproveitar bem. Não tive que parar de comer muito não, só comi na hora certa, de três em três, sempre com refeições pequenas – concluiu.

UFC 183
31 de janeiro de 2015, em Las Vegas (EUA)
CARD DO EVENTO
Peso-médio: Anderson Silva x Nick Diaz
Peso-meio-médio: Kelvin Gastelum x Tyron Woodley
Peso-galo: Miesha Tate x Sara McMann
Peso-leve: Joe Lauzon x Al Iaquinta
Peso-médio: Thales Leites x Tim Boetsch
Peso-médio: Thiago Marreta x Andy Enz
Peso-meio-médio: Thiago Alves x Jordan Mein
Peso-médio: Ildemar Marajó x Rick Monstro
Peso-pena: Diego Brandão x Jimy Hettes
Peso-médio: Rafael Natal x Tom Watson
Peso-mosca: Ian McCall x John Lineker
Peso-médio: Ed Herman x Derek Brunson

Combate.com