‘Chocado’, diz amigo de empresário morto a tiros dentro de caminhonete

0
84

Ele afirma que o amigo não tinha inimigos e questiona: ‘Até quando?’

Amigo do empresário Abisue Monteiro dos Santos, de 39 anos, assassinado no sábado (18) dentro da própria caminhonete ao parar em um semáforo, em Goiânia, Fabrízio di Carlo Borges lamentou o homicídio e disse que não consegue entender o que motivou o ato de violência. “Ele não tinha inimigos, não era envolvido com nada errado. O conheço desde minha infância. A gente fica muito chocado e quer justiça”, afirmou.

O corpo de Abisue foi enterrado na tarde desde domingo (19), no Cemitério Jardim da Paz, em Aparecida de Goiânia, Região Metropolitana da capital. Segundo Fabrízio, o amigo estava a caminho de sua chácara quando foi abordado pelo suspeito, um motociclista que está foragido. Ele diz que a família recebeu informações de que o homem estava usando uma jaqueta camuflada.

Segundo a PM, Abisue foi atingido por seis tiros quando parou na Avenida dos Alpes, no Setor Jardim Europa, e morreu no local. A forma como o crime ocorreu deixou Fabrízio revoltado.

“Foi uma injustiça muito grande. É uma família muito honesta e correta, nunca tiveram problema com nada. Ele é um cara trabalhador, honesto com suas coisas. De repente, tem sua vida ceifada de uma forma tão brutal. Até quando os honestos vão ter que pagar?”, questiona.

Familiares do empresário disseram que ele não tinha desavenças. Além disso, a vítima não tinha passagens pela polícia.

O G1 entrou em contato com a delegada Myrian Vidal, que registrou o flagrante, disse que só poderia falar sobre o caso na segunda-feira (20).

G1