Cemitérios do DF terão horário estendido no Dia de Finados

Em 2 de novembro, as seis unidades serão abertas às 7 horas, com acesso liberado até as 19 horas. Secretaria de Justiça e Cidadania fará plantão para dar informações aos visitantes e receber críticas e sugestões

Os seis cemitérios do Distrito Federal — na Asa Sul, em Brazlândia, no Gama, em Planaltina, em Sobradinho e em Taguatinga — vão funcionar com horário estendido para visitas em 2 de novembro, Dia de Finados. Os portões serão abertos às 7 horas, uma hora antes do convencional, e o acesso será permitido até as 19 horas, uma hora depois do normal.

Em todas as unidades, haverá reforço no número de profissionais e de terminais para atendimento, nas administrações e capelas de cada cemitério. Serão 26 atendentes e 15 postos extras, além dos 170 funcionários da empresa concessionária dos cemitérios, que, segundo a Campo da Esperança Serviços Ltda., permanecerão em tempo integral nos locais. O atendimento ao público também terá horário especial: das 7h30 às 18 horas. Serviços de velório e sepultamentos ocorrerão normalmente na quarta-feira (2).

De acordo com a concessionária, quem precisar de água para limpar sepulturas poderá solicitá-la à administração do cemitério, assim como ocorre durante todo o ano. A manutenção é diária, com limpeza de placas de identificação nas sepulturas, retirada de lixo, corte de grama, adubação e cuidados com calçadas. Duas vezes por ano, os funcionários pintam as instalações, e há dedetizações a cada seis meses. O cronograma é ajustado para atender as datas com maior movimento, os Dias das Mães e de Finados.

Jardins e enfeites nos túmulos, no entanto, são de responsabilidade dos proprietários. Segundo a concessionária, como se tratam de bens imóveis, ela só é autorizada a fazer intervenções nas sepulturas com autorização da família. Nesse caso, cobra-se o serviço de manutenção: R$ 37 por mês.

Transporte público e acesso de carros nos cemitérios

As linhas de ônibus que passam pelos seis cemitérios serão reforçadas conforme o aumento da demanda. Os coletivos vão circular com a tabela de domingo — 40% da frota, segundo o Transporte Urbano do Distrito Federal (DFTrans).

Dentro dos cemitérios de Brazlândia e de Planaltina, por falta de espaço, não será permitido usar carros. Nos outros quatro, poderão entrar com automóveis apenas motoristas que tenham autorização de vaga especial — como idosos e pessoas com deficiência — emitida pelo Departamento de Trânsito do DF (Detran-DF). A licença é a mesma utilizada em estacionamentos. Na área interna dessas unidades — Asa Sul, Gama, Sobradinho e Taguatinga —, a concessionária colocará vans à disposição dos visitantes para transportá-los gratuitamente.

Segurança e trânsito nas áreas próximo aos cemitérios

Na área externa dos cemitérios, o controle do trânsito será feito pela Polícia Militar do DF e pelo Detran-DF. Além disso, a empresa concessionária aumentará o número de vigilantes no feriado. Mais 38 vão reforçar o efetivo de 50 que já trabalham regularmente na segurança interna dos cemitérios.

O Corpo de Bombeiros do DF distribuirá nos seis locais efetivo de aproximadamente 500 militares. As ambulâncias farão rondas periódicas, segundo a corporação.

A Agência de Fiscalização do DF (Agefis) também vai trabalhar na área externa dos seis cemitérios, com equipes em postos fixos. O órgão vai coibir o comércio ambulante irregular. Na segunda-feira (31), agentes fizeram trabalho preventivo ao longo das vias próximas.

Em todo o feriado, a Coordenação de Assuntos Funerários, da Secretaria de Justiça e Cidadania, estará de plantão nas seis unidades, das 7 às 18 horas. Em parceria com ouvidoria itinerante, que atuará das 8 às 14 horas, a pasta dará informações à população e receberá críticas e sugestões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock Detected

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios