Goias

Caiado toma posse e diz que momento agora é de trabalho

Novo governador reafirma compromissos com transparência, combate à corrupção e eficiência

“Me ajudem a governar, é momento de trabalho, vamos ao trabalho, vamos resgatar Goiás.” Com um chamado à população e às lideranças políticas, Ronaldo Caiado (DEM) encerrou seu discurso de posse como novo governador de Goiás. Na cerimônia da manhã desta terça-feira (1º), com plenário e galeria lotados na Assembleia Legislativa, o democrata deu o tom do novo governo: “Onde tiver Goiás vai ter a mão forte do Estado”.
No início de seu discurso, Caiado reconheceu que este é o momento “mais desafiador” de sua carreira política. Ele lembrou o resultado das urnas em outubro: “Vocês sabem da supremacia que existia em Goiás. Mas o povo goiano resolveu reagir. Saiu em campanha no Estado todo dizendo uma palavra só: mudança”.
Para ele, os que se acreditavam “donos do poder” foram obrigados a entender o novo momento do Estado e do País: não há mais espaço para “articulações e marketagens”. A mensagem das urnas é clara: “Governador de Estado é funcionário público que tem de dar satisfação à população, estar à frente dos problemas, saber diagnosticá-los”.
Em resposta às novas demandas do eleitorado, Caiado propôs transparência acima de tudo. “Vou devolver o Estado ao povo de Goiás, este é meu compromisso maior”, disse. Em seguida, o governador enumerou as principais bandeiras de seu governo: segurança, educação, saúde e tolerância zero com a corrupção. Entre suas prioridades, inseriu ainda a eficiência nos gastos públicos, a valorização do servidores e o combate às desigualdades regionais.
Caiado agradeceu o voto de confiança da população e também o apoio dos deputados estaduais para garantir a governabilidade do Estado. No encerramento de seu discurso, demonstrou otimismo: “Sou um homem forjado na luta e temente a Deus. Peço a ele que me ilumine todos os dias. Vamos recuperar o Estado de Goiás, vocês podem ter certeza!”
Já empossado, o governador seguiu para o Palácio das Esmeraldas, onde recebeu a faixa de seu antecessor José Eliton (PSDB). A Praça Cívica se encheu de populares, jornalistas e políticos. Ali, Caiado passou em revista as tropas e fez um discurso rápido. Entrou no Palácio das Esmeraldas, para onde deve se mudar em breve, e logo depois partiu para o aeroporto. Seu compromisso na parte da tarde foi prestigiar a posse do presidente Jair Bolsonaro (PSL) em Brasília.
Autoridades
A posse de Ronaldo Caiado e de seu vice, Lincoln Tejota (PROS), teve a presença de familiares, eleitores, políticos, empresários e autoridades estaduais e federais. A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, foi uma delas. Também compareceram à Assembleia o prefeito de Goiânia, Iris Rezende (MDB), o presidente do TJ-GO, Gilberto Marques, Presidente do TRT-GO, Platon Teixeira, o procurador-geral de Justiça, Benedito Torres, o defensor público geral do Estado, Domilson Rabelo, e o arcebispo metropolitano, Dom Washington Cruz.
Outros convidados ilustres foram o presidente do TCE, Celmar Rech, o presidente do TCM, Joaquim de Castro, o senador eleito Vanderlan Cardoso (Progressistas), o senador eleito Luiz Carlos do Carmo (MDB) e os atuais senadores Wilder Morais (Progressistas, futuro secretário de Indústria e Comércio), Davi Alcolumbre (DEM-AP), Chico Rodrigues (DEM-RR) e Elmano Férrer (PTB-CE).
Muitos deputados federais eleitos e atuais marcaram presença: Roberto Balestra (Progressistas), Carlos Melles (DEM-MG), Luis Carlos Heinze (Progressistas-RS), Alcides Rodrigues (PRP), Vitor Hugo (PSL), Lucas Vergílio (SD), Delegado Waldir (PSL), Zacarias Calil (DEM) e Pauderney Avelino (DEM-AM). Além dos deputados estaduais em peso, estavam lá o reitor da UFG, Edward Madureira, e o presidente da OAB-GO, Lúcio Flávio Siqueira de Paiva.
A família de Ronaldo Caiado participou das solenidades e se emocionou em muitos momentos. A mulher, Gracinha Caiado, e os filhos Ana Vitória, Ronaldo, Maria e Marcela ficaram o tempo todo ao lado do novo governador, assim como irmãos e cunhados.
[CORRELATA]
José Nelto: “Acaba a era das trevas”
Como parte da cerimônia de posse de Ronaldo Caiado, o deputado José Nelto (Podemos) discursou representando a base de apoio ao novo governo. Na tribuna, não poupou críticas às gestões Marconi Perillo e José Eliton.
O parlamentar destacou que a chegada do governo Caiado encerra um período de “trevas” no Estado. “O governo do tempo novo foi uma tragédia para Goiás”, disse ele, antes de citar uma dívida de R$ 32 bilhões que será herdada pela nova gestão estadual. “O senhor precisará de 8 a 12 anos para terminar as obras inacabadas”, complementou.
Nelto afirmou, no entanto, que confia na seriedade do novo governo. “Ronaldo Caiado não veio para virar a página deste tempo. Veio para fechar este livro e começar um outro, pautado na honestidade e na competência. Goiás vai viver uma nova era de progresso e desenvolvimento”, encerrou.

Comentar

Clique aqui para comentar

Deixe uma resposta

Denuncias e Informações? Chat via WhatsApp
%d blogueiros gostam disto:
/* ]]> */