Aparecidanet

Blitz educativa conscientiza motoristas aparecidenses

Um trânsito mais seguro para pedestres e motoristas é o o objetivo principal da Semana Nacional de Trânsito, realizada em todo o país entre os dias 18 a 25 de Setembro. E para alertar e conscientizar os condutores de Aparecida de Goiânia, a Secretaria de Mobilidade e Defesa Social realiza diversas ações voltadas para o tema da campanha escolhido pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran) – “Nós somos o Trânsito”.

A primeira ação foi realizada na manhã desta terça-feira, 18, em parceira com a Guarda Mirim e a Assossiação de Proteção Veicular (Aprovec). Uma blitz educativa, montada na Avenida Independência, em frente ao Parque da Família orientou os motoristas, pedestres e ciclistas aparecidense sobre a importância de um trânsito seguro. Agentes da SMTA distribuíram pafletos educativos e lixeiras para carros, alertando os motoristas sobre os riscos ao jogar lixo pela janela dos veículos.

O diretor de Educação de Transito, José Anchieta Araújo coordenou a blitz e pontuou sobre o respeito no trânsito. “Se cada um fizer a sua parte, que é tão pequena, como respeitar o limite de velocidade, não mexer no celular enquanto dirige, usar o cinto de segurança e o principal, não beber e dirigir, nós já teremos um trânsito melhor. Com isso teremos ainda uma redução dos índices de acidentes”, enfatizou o diretor.

Ao todo foram abordados mais de 1,2 mil veículos. “Nosso objetivo é concientizar as pessoas para que tenham mais cuidado no trânsito. Ainda existem muitos motoristas que cometem infrações, que mesmo pequenas, podem acarretar em sérios riscos. E por isso que campanhas como essa, que chamam a atenção dos condutores para uma melhora na direção, traz benefício para toda a população”, destacou o secretário de Mobilidade e Defesa Social, Luziano da Costa Vale.

Prevista pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB), a Semana Nacional de Trânsito tem a finalidade de conscientizar a sociedade sobre valores que contribuam para a criação de um ambiente favorável a “valorização da vida”, focando o desenvolvimento de valores, posturas e atitudes, no sentido de garantir o direito de ir e vir dos cidadão.

Ruslayra Peixoto