Aparecida de Goiânia, segunda-feira, 18 de outubro de 2021
Luto

Beto Rockfeller, Vavá, Mário Fofoca: as várias faces de Luis Gustavo

Marcus Vinicius
19 de setembro de 2021


Ator morreu neste domingo, aos 87 anos, em consequência de um câncer que tratava desde 2018


Os mais antigos devem lembrar de Luis Gustavo Blanco como o personagem Beto Rockfeller, que deu nome a uma novela de sucesso entre 1968 e 1969 na extinta TV Tupi, onde fez sua primeira novela (Se o mar contasse, de 1964). Outros devem lembrar do atrapalhado detetive Mário Fofoca, da novela global Elas por Elas (1982). E há uma geração que se acostumou com o Vavá do programa semanal Sai de Baixo, também na Globo.

gustavo19Desde os anos 1960 na televisão brasileiro, ator fez personagens que sempre são lembrados pelo público00https://googleads.g.doubleclick.net/pagead/ads?client=ca-pub-2156703359938643&output=html&h=343&slotname=4119717339&adk=2649266089&adf=1549685194&pi=t.ma~as.4119717339&w=412&lmt=1632075457&rafmt=1&psa=1&format=412x343&url=https%3A%2F%2Fwww.redebrasilatual.com.br%2Fcultura%2F2021%2F09%2Fbeto-rockfeller-vava-mario-fofoca-luis-gustavo%2F&flash=0&fwr=1&fwrattr=true&rpe=1&resp_fmts=3&sfro=1&wgl=1&uach=WyJBbmRyb2lkIiwiMTEuMC4wIiwiIiwiU00tRzk3M0YiLCI5My4wLjQ1NzcuODIiLFtdLG51bGwsbnVsbCwiIl0.&tt_state=W3siaXNzdWVyT3JpZ2luIjoiaHR0cHM6Ly9hdHRlc3RhdGlvbi5hbmRyb2lkLmNvbSIsInN0YXRlIjo3fV0.&dt=1632077321832&bpp=4&bdt=141&idt=482&shv=r20210915&mjsv=m202109170101&ptt=9&saldr=aa&abxe=1&cookie=ID%3Df478dad3b92049ff-226f970ad6b900af%3AT%3D1619880149%3ART%3D1619880149%3AS%3DALNI_MaNvBoaIbYjP0ELkxhQXN4-nh7nFA&prev_fmts=412x343&correlator=5957370758575&frm=20&pv=1&ga_vid=673591200.1606672803&ga_sid=1632077322&ga_hid=1845863595&ga_fc=1&u_tz=-180&u_his=27&u_java=0&u_h=869&u_w=412&u_ah=869&u_aw=412&u_cd=24&u_nplug=0&u_nmime=0&adx=0&ady=1284&biw=412&bih=674&scr_x=0&scr_y=0&eid=44747620%2C31062526%2C44750532%2C21067496&oid=3&pvsid=2080068649267572&pem=775&ref=https%3A%2F%2Fwww.redebrasilatual.com.br%2F&eae=0&fc=896&brdim=0%2C0%2C0%2C0%2C412%2C0%2C412%2C674%2C412%2C674&vis=1&rsz=%7C%7CeEbr%7C&abl=CS&pfx=0&fu=128&bc=31&ifi=2&uci=a!2&btvi=1&fsb=1&xpc=rfSKJXoaqs&p=https%3A//www.redebrasilatual.com.br&dtd=501


Foram muitas as faces de Luis Gustavo, que morreu neste domingo (19) em Itatiba, interior paulista, onde morava. Segundo a família, devido a complicações de um câncer no intestino, que tratava desde 2018. Ele estava com 87 anos.

Crianças são professores

“Eu sempre me dediquei à comédia. Na comédia, as crianças são meus grandes professores: testei meus personagens com elas, se não riam, o personagem não estava pronto. Não há mestre no mundo que se compare a uma aula dessas”, afirmou Luis Gustavo, em depoimento ao Memória Globo. Com pais espanhóis, o ator nasceu em Gotemburgo, na Suécia, e chegou ao Brasil ainda criança.
São muitas as novelas com a presença do ator. Além de Elas por ElasAnjo Mau e Duas Vidas (1976), Te Contei? (1978), Ti-Ti-Ti (1985, como um costureiro, Ariclenes Almeida/Victor Valentin, outro papel sempre lembrado), O Salvador da Pátria (1989), O Beijo do Vampiro (2002), O Profeta (2006) e Êta Mundo Bom! (2016), entre várias outras. No palco, ganhou o prêmio da Associação Paulista de Críticos de Teatro por sua atuação em Quando as máquinas param, de Plínio Marcos, em 1967.

Luis Gustavo foi vacinado contra a covid-19 em fevereiro (mês em que completou 87 anos), em Itatiba. Era casado com Cris Botelho. Tinha dois filhos, de casamentos anteriores: Luis Gustavo Vidal Blanco, e Jéssica Vignolli Blanco. Era tio dos também atores Tato e Cássio Gabus Mendes.

Por Redação RBA

DENÚNCIA DE IRREGULARIDADES?

envie um email para

[email protected]

2005 - 2021
magnifiercross linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram