Autor de vídeo elogia atuação de PMs que ‘exorcizaram’ homem: ‘Excelente’

Jovem afirma que ficou ‘assustado’ com repercussão das imagens na web.

pmO jovem que filmou e publicou nas redes sociais as imagens em que policiais militares aparecem “exorcizando” um homem disse que não esperava a enorme repercussão que as cenas tiveram. Até a noite desta quinta-feira (12), o vídeo postado no Facebook dele já teve mais de 1,7 milhão de visualizações. Em entrevista ao G1, o jovem de 26 anos, que não quis se identificar, afirmou acreditar que o homem estava mesmo tomado por um demônio e elogia a atuação dos militares no caso.

“Acho que a PM fez um trabalho excelente. Já vi casos de policias chegar agredindo nesse caso, mas os policiais conseguiram identificar a situação. Tenho certeza que ele estava possuído. Mudava a voz e olhava de uma forma estranha. Acho que ele precisava ser exorcizado e a PM agiu de forma certa”, opina.

A Polícia Militar confirma autenticidade das imagens e investiga a conduta dos servidores.

Segundo o rapaz, a cena foi flagrada por ele na última segunda-feira (9) no Residencial Solar Paineiras, em Goianira, Região Metropolitana de Goiânia. Ele explica que havia saído de uma reunião de trabalho na capital e voltava para casa, em Trindade, na mesma região.

É possível identificar nas imagens que cinco policiais participaram da ação (assista abaixo). Os agentes, armados e fardados, mantêm o jovem imobilizado. O vídeo mostra que, enquanto um dos militares segura o homem, outro segura a cabeça e grita: “Liberta seu corpo, Jesus. Sai em nome de Jesus”. Outra pessoa que não aparece no vídeo sugere que seja chamado um religioso. “Vocês não tem o número de um pastor não? Tem que chamar um pastor”, pergunta.

O jovem afirmou que é acostumado a postar vídeos no Facebook, mas nunca havia recebido mais do que 200 curtidas em qualquer um deles. “Não foi a intenção de ter curtidas. Achei diferente e postei. Depois disso, várias pessoas começaram a me adicionar. Nunca imaginei que pudesse tomar essa proporção. Não queria isso tudo, compartilhei só para os meus amigos. Fiquei assustado”, conta.

O autor do vídeo explicou que em momento algum, os policiais maltrataram o homem, tampouco o prenderam. Segundo ele, após um pastor e um irmão do homem chegar ao local e conversar com o homem, ele ficou normal, “como se tivesse voltado de uma crise convulsiva”. “Eles [policiais] tiveram o lado humano. Não foram covardes. A atitude foi correta”, conta.

O jovem disse que acredita em Deus e que costuma frequentar uma igreja evangélica, onde já afirma ter presenciado situação semelhante. “Na igreja, há uns seis anos, eu já vi uma pessoa possuída pelo demônio ser exorcizada”, conta.

Normas
De acordo com o advogado criminalista Romero Ferraz Filho, a legislação estabelece um procedimento ao ser dado voz de prisão, como informar  os direitos constitucionais e ser encaminhado para a delegacia. “Nesse caso, me parece que a conduta alheia a esse procedimento. Porém, não acredito que tenha ocorrido abuso de autoridade. O grande problema é que, como agente público, ele representa o Estado, que estabelece que cada cidadão tem o livre arbítrio para escolher sua religião”, disse.

A Polícia Militar confirmou que o vídeo é autêntico e que os agentes já foram identificados. Segundo o assessor de imprensa da corporação, tenente-coronel Ricardo Mendes, os PMs foram acionados para atender a uma ocorrência com um indivíduo alcoolizado e agredindo algumas pessoas em uma cidade do interior do estado, mas não informou qual o município.

As imagens foram enviadas para a corregedoria da PM, que irá apurar a conduta dos servidores. Eles podem sofrer sanções disciplinares. Não foi informado se os policiais que aparecem nas imagens são de carreira ou do Serviço de Interesse Militar Voluntário Estadual (Simve).

ABr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock Detected

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios