Aparecida de Goiânia, sexta-feira, 17 de setembro de 2021
Automobilismo

Autódromo de Goiânia faz 47 e homenageia pilotos goianos

Redação
30 de julho de 2021

O Autódromo Internacional de Goiânia Ayrton Senna completou, na quarta-feira (28/07), 47 anos de inauguração. Para comemorar a data, o Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel), realizou um evento na praça esportiva, homenageando figuras marcantes do automobilismo e motociclismo goiano. Foram feitas artes em grafite para representar personalidades que fizeram parte da história do local, em reconhecimento à contribuição dada por eles para a modalidade no Estado.

O secretário de Esporte e Lazer, Henderson Rodrigues, participou da cerimônia e falou sobre a importância histórica da construção do Autódromo de Goiânia, inaugurado em 1974: “É um marco na nossa história. O então governador Leonino Di Ramos Caiado foi visionário em fazer esta obra, que alavancou o nosso Estado, não só do ponto de vista esportivo, como também em outras áreas, como turismo e economia. Hoje continuamos sendo referência no automobilismo nacional, e isso nos enche de orgulho”, ressaltou o titular da pasta.

Segundo o jornalista Fernando Campos, o Autódromo de Goiânia - que prestou homenagem ao tricampeão mundial de Fórmula 1 Airton Senna -, deveria na verdade ter feito deferência ao bicampeão mundial Emerson Fitipaldi. "Se um piloto fosse homenageado este seria Emerson Fittipaldi, pois ele deu enorme contribuição técnica para o desenho da pista. Nosso traçado é referência em segurança por causa dele (Emerson). O Ayrton Senna, apesar de supercampeão, ter talento extraordinário e estar no auge da carreira, jamais tinha corrido em Goiânia – explicou Fernando Campos, numa entrevista ao site GE-Goiás em 2015.

Em entrevista ao O Popular, em maio de 2014, o arquiteto Silas Varizo, quee ajudou a construir o autódromo, confirmou que Emerson Fitipaldi contribuiu com sua experiência com dicas preciosas para o projeto da pista. "Emerson Fittipaldi estava no auge e fomos a São Paulo apresentar-lhe o projeto do percurso do autódromo. Ele se entusiasmou, deu uma opiniões, modificamos algumas coisinhas e, aí, partimos para a obra"

Autodromo 47 anos homenagens em grafite1

Gravuras recuperam momentos históricos de pilotos goianos no Autódromo Internacional de Goiânia Ayrton Senna: “Nada mais justo do que homenagear essas figuras marcantes que fizeram do esporte alegria para o povo goiano”, afirma secretário Henderson Rodrigues - Foto Mantovani Fernandes

Receberam homenagens figuras importantes do automobilismo goiano, que contribuíram para a história da modalidade. O secretário Henderson Rodrigues enalteceu a importância deste reconhecimento. “Se o autódromo tem toda essa relevância é por causa das pessoas que construíram esta história. Nada mais justo do que homenagear essas figuras marcantes que fizeram do esporte alegria para o povo goiano”, completou.

rreverência.

01 31
Para o piloto Alencar Júnior, o governador Leonino Caiado ao construir o Autódromo de Goiânia, em 1974, não só melhorou a autoestima da cidade, como incrementou o comércio, a rede de hotéis, trazendo maior visibilidade para a capital, retirando as corridas das ruas e construindo um local bem mais adequado para a prática de esportes, hoje um dos melhores do Brasil. Apesar das loucuras dessas provas, não houveram registros de acidentes fatais, ou tragédias anunciadas nos rachas urbanos.

Um dos homenageados foi Edmar Ferreira, campeão latino-americano e tricampeão brasileiro de motovelocidade, que participou do evento de inauguração do Autódromo de Goiânia. “Foi uma alegria muito grande para a gente a construção na época. Vieram vários pilotos de fora para uma festa que parou a cidade. Em Goiânia, eu participava de corridas de rua desde 1960, na Avenida 24 de Outubro, Avenida Araguaia. Quando o autódromo começou a ser construído foi criada uma alta expectativa”, relembrou o ex-piloto.

6
Edmar Ferreira correndo na Europa

Outros nomes que receberam as homenagens: os pilotos Alencar Júnior, Roberto Boettcher, João Ricardo Reis, Armando César e Geraldo Gomes Assunção, que foi funcionário do autódromo por 39 anos. O jornalista Fernando Campos, especializado em automobilismo, foi representado com uma arte na sala de imprensa, que agora leva o seu nome. Também receberam homenagens póstumas os pilotos Matheus Barbosa, Indy Muñoz, Romeu Calil e Laércio Justino, além de Marcos Veiga Jardim, que foi um dos responsáveis pelo projeto de construção do espaço.

6b31c0b992f2c29bd221505da9fbbea9

Roberto Boettcher,piloto oficial da Yamaha em 1982 – Foto: Arquivo Pessoal

História

Considerada umas das principais praças esportivas do tipo no continente sul-americano, o Autódromo Internacional de Goiânia Ayrton Senna é um dos mais importantes do Brasil. Os maiores pilotos nacionais, e muitos internacionais, já aceleraram por suas seguras retas e curvas.

Inaugurado em 28 de julho de 1974, o Autódromo de Goiânia esteve sempre na rota dos principais eventos e competições de automobilismo, motociclismo e ciclismo do país. Sediou também testes e feiras da indústria desses segmentos.

Ao longo desse período, o circuito goiano alojou competições das principais categorias nacionais e internacionais. O ponto alto foi a realização dos três primeiros Grandes Prêmios Brasil de Motociclismo, realizados entre 1987 e 1989. Além disso, o Autódromo de Goiânia sediou também provas da Fórmula 3 Sul-Americana, Stock Car, Copa Truck, Fórmula Ford, Fórmula Chevrolet, Marcas e Turismo, entre outras categorias.

DENÚNCIA DE IRREGULARIDADES?

envie um email para

[email protected]

2005 - 2021
magnifiercross linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram