Atual presidente e candidato “uribista” irão disputar segundo turno na Colômbia

Na Grécia, partido de esquerda Syriza vence eleição para Parlamento Europeu

Em terceiro lugar aparece Marta Lucía Ramírez, do Partido Conservador, com 15,55%, seguida pela esquerdista Clara López, do Polo Democrático Alternativo (PDA), com 15,28%; e Enrique Peñalosa, da Alianza Verde, com 8,33%. Outro personagem importante do pleito foi a alta abstenção: cerca de 60% dos colombianos aptos a votar não foram às urnas.

A jornada eleitoral se caracterizou pela tranquilidade, sem incidentes graves de nenhum tipo, como consequência do cessar-fogo unilateral decretado pelas guerrilhas. Santos – economista de 62 anos que é forte aliado dos EUA -, fez progresso nas conversas de paz com as FARC (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia), o que é considerado um marco da sua presidência. Ele promete chegar a um acordo definitivo de for reeleito para um segundo mandato de quatro anos.

[saiba_mais]

Já Zuluaga, vem atacando fortemente o processo, dizendo que o governo daria a guerrilheiros imunidade judicial em troca do desarmamento. “Não se pode fazer com que a paz dependa de defender as FARC, como esse governo quer”, disse Zuluaga, um ex-ministro de Finanças de 55 anos, em debate presidencial ocorrido na última quinta-feira. Toda a campanha foi marcada por uma forte troca de acusações e denúncias mútuas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock Detected

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios