Atlético sai na frente, mas toma virada e perde para o Bragantino por 2 a 1

0
43

atleticoO Atlético Goianiense não correspondeu às expectativas e acabou derrotado em Bragança Paulista, pelo placar de 2 a 1, para o Bragantino, de virada. O Rubro-negro saiu na frente, porém, viu seu lateral-esquerdo marcar um gol contra e acabou levando a virada no segundo tempo. O time não foi bem, principalmente na segunda etapa, e foi derrotado.

1° Tempo

O Atlético não quis saber se estava longe de Goiânia e de seu torcedor, já chegou no Nabi Abi Chedid mandando na partida, pressionando o Bragantino e intimidando o adversário. Logo aos oito minutos o time goiano quase abriu o placar com um lindo chute de Pedro Bambu que acabou explodindo no travessão de Renan.

Esse era só o prenúncio do que viria na jogada seguinte: o gol atleticano. Jonas cruzou na pequena área, a zaga se atrapalhou com Júnior Viçosa e deixou André Luís chegar de carrinho para empurrar a bola para o fundo do gol e fazer 1×0 para o Dragão aos 10 minutos de partida. No lance, porém, Viçosa sentiu uma lesão no tornozelo e teve que ser substituído por Josimar.

O Bragantino sentiu o gol sofrido e, percebendo a necessidade de tentar igualar o marcador, principalmente por jogar em casa, saiu para o jogo e tentava ter mais ações no meio campo. Mas uma boa chance demorou a sair e veio apenas em bola parada. O zagueiro Gustavo cobrou bem uma falta frontal e tirou tinta do travessão de Roberto.

Mas, em um lance de sorte, os paulistas chegaram ao empate aos 31 minutos. Sandro cruzou, a bola acertou Victor Oliveira e entrou, em gol contra. 1×1. Na súmula, porém, o árbitro deu gol para Luisinho, jogador do Bragantino que estava na jogada. O empate esfriou o time da casa que antes ia com tudo e desanimou o Dragão, assim, a partida ficou no empate na etapa inicial.

2°Tempo

Diferente do primeiro tempo, a etapa final iniciou mais equilibrada. O Atlético tinha um leve vantagem na posse de bola, mas não conseguia criar tantos problemas para o adversário. A partida ficou mais pegada e consequentemente mais violentas. As duas equipes abusavam das entradas fortes e as jogadas eram mais divididas.

Aos 16 minutos o time da casa até conseguiu balançar as redes, porém, o atacante estava em posição irregular e a jogada foi invalidada. O Dragão respondeu na bola parada, com ótima cobrança de Jonas que obrigou Renan a fazer linda defesa para evitar o segundo gol rubro-negro. O panorama continuava o mesmo desde o início.

Com o equilíbrio mandando na partida, apenas um erro geral na defesa atleticana foi capaz de alterar esse cenário. Em bola cruzada, a zaga não chegou nela, Roberto afastou para o meio da área e Luisinho chegou para completar para o gol, já sem arqueiro, e virar a partida em Bragança Paulista. 2×1 Bragantino.

Atrás no placar, o Dragão tentou criar mais na partida, mas, Jorginho, o principal responsável por isso, estava muito apagado na partida e o time não quase conseguia agredir o Bragantino. O rubro-negro apresentou um segundo tempo bem abaixo do que fez no primeiro e não teve forças para reagir, acabando com a derrota por 2 a 1.

730