Aterro sanitário de Aparecida é referência em Goiás

0
246

O aterro atende as orientações da Política Nacional de Resíduos Sólidos desde 2014

Destinado à decomposição final de resíduos sólidos gerados pela atividade humana, o aterro sanitário é a forma ambientalmente adequada e conhecida mundialmente para tratamento do lixo produzido pela sociedade. Nele são dispostos resíduos domésticos, comerciais, da indústria de construção, e também resíduos sólidos retirados do esgoto.

Aparecida de Goiânia foi uma das primeiras cidades a se adequar à Política Nacional de Resíduos sólidos, instituída pela Lei Federal n° 12.305/2010. O Aterro Sanitário do município foi readequado dentro das normas em janeiro de 2014 e só é permitida a entrada de pessoas autorizadas no local. De acordo com o secretário de Desenvolvimento Urbano, Max Menezes, o aterro sanitário de Aparecida é um dos melhores do Estado de Goiás, sendo um exemplo de boas práticas no tratamento dos resíduos sólidos.

“Nosso aterro é próprio e licenciado até 2022 pela Secretaria de Meio Ambiente, Recursos Hídricos, Infraestrutura, Cidades e Assuntos Metropolitanos (Secima). Faz todo o tratamento de chorume e é totalmente controlado conforme as normas técnicas exigidas pela Política Nacional de Resíduos Sólidos e as normas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para o manejo do lixo hospitalar”, destacou o secretário.

Demanda

Atualmente, de acordo com o diretor de resíduos sólidos da secretaria de Desenvolvimento Urbano, Régis Inácio Borges, o espaço para o tratamento e disposição dos resíduos urbanos e hospitalares de Aparecida, que funciona no setor Vale do Sol, recebe 500 toneladas de resíduos por mês, coletados nos 249 bairros da cidade. A coleta é realizada por 24 caminhões, sendo 18 para lixo domiciliar e seis para coleta seletiva.

Todos os resíduos coletados no município são encaminhados para a destinação final ambientalmente adequada no aterro sanitário. O lixo é devidamente pesado na entrada e direcionados para a praça de serviço onde são espalhados, compactados e aterrados em camadas, reduzindo ao máximo os impactos causados ao meio ambiente e evitando danos a saúde pública.

Coleta Seletiva

Hoje o serviço de coleta seletiva em Aparecida de Goiânia possui seis caminhões que realizam a coleta dos materiais recicláveis em cerca de 100 bairros da cidade. “Nossa perspectiva é aumentar o número de veículos e assim atender toda a cidade. A coleta, além do lado ambiental, ainda ajuda no sustento de famílias de duas cooperativas de catadores do município, por isso a importância de ampliar e também da população abraçar ainda mais o projeto”, esclareceu Max Menezes.

Os objetos coletados são encaminhados para a Cooperativa de Catadores de Papel de Aparecida (Coocap) e para a Cooperativa Feminina de Catadoras de Aparecida (Coofap). A Coocap atua no Galpão de Triagem que fica às margens do Aterro Sanitário e é formada pelos coletores de materal reciclável que entravam no espaço antes de ele ser fechado pela prefeitura em 2014. Além do Galpão, esses catadores receberam casas no setor Retiro do Bosque.

Conforme exigência Política Nacional de Resíduos Sólidos o Aterro Sanitário de Aparecida foi construído utilizando todas as técnicas de engenharia necessárias para proteção e conservação ambiental e conta com cercamento de arame, cerca viva e cinturão verde; impermeabilização de solo com Geomembrana de Polietileno de Alta Densidade – PEAD; sistema de drenagem de percolado e queima do Biogás; compactação dos resíduos e cobertura do maciço.

Além desses itens de proteção ao meio ambiente, o aterro possui também um sistema de tratamento de chorume modelo Australiano, ou seja, lagoas em série, sendo lagoa anaeróbia seguida de lagoa facultativa. Como o grau de tratamento não é suficiente para lançamento in natura, todo chorume é bombeado por caminhão pipa e aspergido na maça de resíduos compactado, fechando assim, o sistema de recirculação de percolado. De 2010 à 2016, o Aterro sanitário passou por duas revitalizações e três ampliações, aumentando sua área impermeável de 55.000 m² para 90.000 m².