Às vésperas da eleição, Marconi retoma programa Renda Cidadã

0
202

Com a proximidade da sucessão municipal, o governador Marconi Perillo (PSDB) anunciará nesta segunda-feira, 23, o retorno do Programa Renda Cidadã mais de um ano após a suspensão sob pretexto de um recadastramento. Apesar da propaganda, o ‘novo’ Renda Cidadã terá um orçamento muito inferior ao previsto no Orçamento do Estado.

O Renda Cidadã foi suspenso em meio a crise econômica que atingiu o Estado no ano passado. Com o pretexto de promover um recadastramento das famílias atendidas pelo programa, o Renda Cidadã foi cancelado totalmente no ano passado. A previsão era de que retornaria no início desse ano, depois foi protelado para março e agora, finalmente, deve ser retomado. Enquanto deixou famílias que dependem dessa renda abandonadas, o governo ganhou folga de caixa.

No Orçamento do Estado para 2016, havia previsão de gastos de R$ 110 milhões com o programa, considerado uma das marcas das gestões do governador Marconi Perillo. No entanto, de acordo com a coluna Giro, de O Popular, agora há previsão de gastos na ordem de R$ 40 milhões, pouco mais de um terço da destinação inicial.

Além de suspender o programa completamente e forjar um recadastramento que demorou mais de um ano, Marconi só decidiu relançar o programa agora, às vésperas do período eleitoral. O programa Renda Cidadã, assim como Cheque Moradia e Reforma, Bolsa Universitária, entre outros, são usados pela gestão tucana em Goiás como moeda de troca eleitoral há anos e conta com a conivência do Ministério Público.

GoiásReal