Argentina tem 54 opções de gênero para usuários do Facebook

0
64

tecnologiaPreencher uma ficha é fácil para quem é gay ou lésbica: homem e mulher definem um e outro. O que acontece, porém, quando você é transexual, travesti ou não se identifica especialmente com nenhum dos dois gêneros? O Facebook decidiu resolver esse problema dando 54 opções para o usuário escolher seu gênero em seu perfil.

As alternativas, que já estavam em uso pelos usuários do Facebook nos EUA, no Reino Unido e na Espanha, agora passam a ser disponíveis para os facebookers na Argentina, primeiro país da América Latina a adotá-las. Entre elas há opções como “neutro”, “transgênero” e “poliamoroso”.

Integrante da ONG 100% Diversidad y Derechos, a travesti Alba Rueda foi uma das primeiras a adequar seu gênero na rede social. “Somos felizes quando nos encontramos com nossa história. As 54 alternativas de gênero nos representam”, disse ela, segundo a agência estatal de notícias Telam.

Marcela Romero, que também participou do evento de anúncio das alternativas, na segunda-feira (11) em Buenos Aires, estava orgulhosa de poder se identificar como “trans feminina”.

Segundo o diretor do Facebook na Argentina, Alejandro Zuzenberg, a ferramenta de gênero personalizado foi desenvolvida localmente com a ajuda de organizações da comunidade LGBT. “Hoje é um grande dia para a comunidade do Facebook na Argentina”, comemorou, em sua conta no Twitter e em seu perfil no Facebook.

A Argentina saiu na frente ao aprovar, em julho de 2012, o casamento igualitário. Hoje, estima-se que quase 10 mil casais do mesmo sexo já tenham se casado no país. Foi, de novo, o primeiro país da América Latina a oficializar casamentos do mesmo sexo.