Aparecida mobiliza implantação da Vara de Execuções Fiscais em Aparecida

varasO prefeito de Aparecida de Goiânia, Maguito Vilela, se reuniu com o presidente do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO), desembargador Ney Teles de Paula, na manhã desta segunda feira (7) em seu gabinete, onde reiterou pedido para implantação da Vara de Execuções Fiscais para o município. Além disto, o prefeito também aproveitou para se inteirar a respeito do novo Fórum de Justiça de Aparecida, que será construído no Jardim Mont Serrat.

 “Somos a segunda maior cidade de Goiás e nossa economia deu salto bastante significativo nos últimos anos. A criação da Vara de Execuções Fiscais de Aparecida se tornou essencial para acompanhar o ritmo desta mudança” – conta Maguito Vilela. Segundo o procurador-geral do município, Tarcísio dos Santos, que esteve acompanhando o prefeito, existe hoje em Aparecida cerca de 35 mil processos de Execuções Fiscais em andamento.

Dados do próprio tribunal mostram que a cidade é responsável por 6,7% dos processos de todo o estado, sendo a cidade com maior número de processos resolvidos em Goiás durante a última Semana Nacional de Conciliação. Segundo o juiz auxiliar da Presidência, José Ricardo Machado, já existe um projeto criado pela Presidência para ampliação da Comarca de Aparecida de Goiânia. Maguito Vilela ouviu do próprio presidente Ney Teles que faria o possível para agilizar o andamento do processo.

Também participaram da reunião o diretor-geral TJGO, Wilson Gamboge Júnior, o desembargador Zacharia Neves Coelho e o secretario geral do tribunal, Fernando Sousa Chaves; o vice-prefeito Ozair José, o presidente da Câmara Municipal, Gustavo Mendanha, e os vereadores Arnaldo Leite, Marconi Marinho, Dr. Ezízio, Almeidinha, Willian Ludovico e Vencerlino Amendoim; além dos secretários Carlos Eduardo de Paula, (Fazenda), Geoliano Lima (Administração) e Jório Rios (Regulação Urbana).

“A Comarca de Aparecida tem hoje 19 Varas, a criação da Vara de Execuções Fiscais é de suma importância para agilizarmos a apreciação dos projetos. Quando assumi a Procuradoria-Geral do Município tínhamos cerca de 65 mil processos esperando análise. Fizemos uma força-tarefa e zeramos a demanda acumulada. No entanto, pelo próprio dinamismo da economia local, esta demanda não para de crescer. Estes processos representam mais de R$200 milhões em execuções” – explica Tarcísio dos Santos.

Sobre a construção do terceiro Fórum do município o diretor-geral, Wilson Gamboge, lembra que o tribunal tem executado mais de R$150 milhões na construção de novos fóruns por todo o estado e que o início das obras do novo fórum de Aparecida depende apenas da conclusão na transferência do terreno cedido pela prefeitura, que fica no Jardim Mont Serrat, próximo à Avenida São Paulo e a Avenida da Paz. Nele será instalado um Juizado Especial, a Vara de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher e, provavelmente, a Vara de Execuções Fiscais.

SecomAp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock Detected

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios