Aparecida de Goiânia, sexta-feira, 18 de junho de 2021
Emprego

Aparecida é a cidade que mais gera emprego em Goiás exceto a capital

Redação
3 de junho de 2021

O índice mostra que o município fechou o quadrimestre com 105.486 trabalhadores com carteira assinada

Aparecida de Goiânia teve saldo positivo na geração de empregos no primeiro quadrimestre de 2021. De janeiro a abril deste ano, o município admitiu 20.150 trabalhadores no mercado de trabalho e teve 16.239 desligamentos, ou seja, um saldo de 3.911 novos postos de trabalho ocupados na cidade. A informação é do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), da Secretaria Nacional do Trabalho, que contabiliza empregos com carteira assinada. De acordo com dados do Ministério da Economia, Aparecida é a cidade que mais realizou admissões em Goiás, com exceção da capital.

Conforme o Caged, Aparecida está na segunda posição na lista de cidades goianas que mais geraram empregos neste primeiro quadrimestre. A capital teve saldo de 12.830 contratações formais. Na sequência está Anápolis com saldo de 3.373, Cristalina com 1.821, Santa Helena de Goiás com 1.484, Catalão com 1.399, Goianésia com 1.391, Mineiros com 1.003, Luziânia com 942 e Jataí com 862 pessoas novas empregadas neste período.

Em Aparecida, o setor de serviços foi o que mais contratou, registrando saldo positivo de 1.439 empregos formais. Em seguida está a construção civil com 1.059, comércio com 801 e o setor de indústria com 615. “Incentivo para empresas e indústrias, mão-de-obra qualificada, boa infraestrutura e localização geográfica privilegiada são atrativos para grandes empresas se instalarem em nossa cidade, o que alavancou o setor de emprego e renda”, aponta o prefeito Gustavo Mendanha.

Ainda de acordo com o Caged, em comparação com o ano anterior, entre janeiro e abril de 2020, foram registradas 20.770 admissões contra 21.131 desligamentos, um saldo de 361 pessoas exoneradas, 0,35% negativo, enquanto em 2021 Aparecida ficou com saldo positivo de 19,4%, no mesmo período. O índice mostra que o município fechou o quadrimestre com 105.486 trabalhadores com carteira assinada. “A perspectiva é de ultrapassar esse número significativamente até o final do ano com a ampliação da vacinação da cidade e a retomada total da economia”, ressaltou o gestor.

Segundo o secretário Municipal de Trabalho, Jeferson Ferreira, as decisões assertivas tomadas pela prefeitura durante a pandemia contribuíram para a geração de empregos no município. “A Prefeitura de Aparecida criou medidas importantes para assegurar a economia do município, como o escalonamento regional das atividades econômicas com funcionamento em dias alternados e com protocolos restritivos para prevenir a disseminação da Covid-19. Isso gerou um impacto menor na cidade com relação a outros municípios”, destacou o gestor da pasta.

O secretário explica ainda que esses números também são resultados da política de incentivo de geração de emprego e qualificação da mão-de-obra, como programa de qualificação profissional e oferta de cursos profissionalizantes para jovens e adultos em diversas áreas. “Toda semana são abertos novos postos de trabalho em Aparecida. Essa semana, por exemplo, estamos ofertando 349 vagas para diferentes áreas de atuação. Isso significa que estamos impulsionando a nossa economia e gerando emprego e renda na cidade”, concluiu.

Portal do Trabalhador – E com o intuito de fomentar e fortalecer ainda mais a economia do município e garantir amparo para as pessoas que estão desempregadas ou que perderam seu emprego durante a pandemia, a Prefeitura de Aparecida de Goiânia, por meio da Secretaria de Trabalho, lançou nesta nesta semana o Portal do Trabalhador. A ferramenta auxilia o trabalhador que busca novas oportunidades de emprego, entre outros benefícios e está integrado a plataforma online, trabalho.aparecida.go.gov.br, do Sistema Municipal de Emprego (SIME). O SIME interdia o contato do trabalhador com o empregador.

A plataforma disponibiliza, em tempo real, as oportunidades de trabalho, cursos profissionalizantes gratuitos em parcerias com instituições de ensino técnico, e presta mentorias como, por exemplo, como tornar um currículo mais atraente e como se comportar diante da entrevista de emprego, entre outras. No site há ainda um espaço para as empresas interessadas inserirem suas vagas de trabalho e acompanhar os currículos cadastrados. Após analisar as vagas disponíveis, o trabalhador faz agendamento no SIME e se encaminha a um dos SACs para pegar o encaminhamento para a entrevista de emprego.

O índice mostra que o município fechou o quadrimestre com 105.486 trabalhadores com carteira assinada

Aparecida de Goiânia teve saldo positivo na geração de empregos no primeiro quadrimestre de 2021. De janeiro a abril deste ano, o município admitiu 20.150 trabalhadores no mercado de trabalho e teve 16.239 desligamentos, ou seja, um saldo de 3.911 novos postos de trabalho ocupados na cidade. A informação é do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), da Secretaria Nacional do Trabalho, que contabiliza empregos com carteira assinada. De acordo com dados do Ministério da Economia, Aparecida é a cidade que mais realizou admissões em Goiás, com exceção da capital.

Conforme o Caged, Aparecida está na segunda posição na lista de cidades goianas que mais geraram empregos neste primeiro quadrimestre. A capital teve saldo de 12.830 contratações formais. Na sequência está Anápolis com saldo de 3.373, Cristalina com 1.821, Santa Helena de Goiás com 1.484, Catalão com 1.399, Goianésia com 1.391, Mineiros com 1.003, Luziânia com 942 e Jataí com 862 pessoas novas empregadas neste período.

Em Aparecida, o setor de serviços foi o que mais contratou, registrando saldo positivo de 1.439 empregos formais. Em seguida está a construção civil com 1.059, comércio com 801 e o setor de indústria com 615. “Incentivo para empresas e indústrias, mão-de-obra qualificada, boa infraestrutura e localização geográfica privilegiada são atrativos para grandes empresas se instalarem em nossa cidade, o que alavancou o setor de emprego e renda”, aponta o prefeito Gustavo Mendanha.

Ainda de acordo com o Caged, em comparação com o ano anterior, entre janeiro e abril de 2020, foram registradas 20.770 admissões contra 21.131 desligamentos, um saldo de 361 pessoas exoneradas, 0,35% negativo, enquanto em 2021 Aparecida ficou com saldo positivo de 19,4%, no mesmo período. O índice mostra que o município fechou o quadrimestre com 105.486 trabalhadores com carteira assinada. “A perspectiva é de ultrapassar esse número significativamente até o final do ano com a ampliação da vacinação da cidade e a retomada total da economia”, ressaltou o gestor.

Segundo o secretário Municipal de Trabalho, Jeferson Ferreira, as decisões assertivas tomadas pela prefeitura durante a pandemia contribuíram para a geração de empregos no município. “A Prefeitura de Aparecida criou medidas importantes para assegurar a economia do município, como o escalonamento regional das atividades econômicas com funcionamento em dias alternados e com protocolos restritivos para prevenir a disseminação da Covid-19. Isso gerou um impacto menor na cidade com relação a outros municípios”, destacou o gestor da pasta.

O secretário explica ainda que esses números também são resultados da política de incentivo de geração de emprego e qualificação da mão-de-obra, como programa de qualificação profissional e oferta de cursos profissionalizantes para jovens e adultos em diversas áreas. “Toda semana são abertos novos postos de trabalho em Aparecida. Essa semana, por exemplo, estamos ofertando 349 vagas para diferentes áreas de atuação. Isso significa que estamos impulsionando a nossa economia e gerando emprego e renda na cidade”, concluiu.

Portal do Trabalhador – E com o intuito de fomentar e fortalecer ainda mais a economia do município e garantir amparo para as pessoas que estão desempregadas ou que perderam seu emprego durante a pandemia, a Prefeitura de Aparecida de Goiânia, por meio da Secretaria de Trabalho, lançou nesta nesta semana o Portal do Trabalhador. A ferramenta auxilia o trabalhador que busca novas oportunidades de emprego, entre outros benefícios e está integrado a plataforma online, trabalho.aparecida.go.gov.br, do Sistema Municipal de Emprego (SIME). O SIME interdia o contato do trabalhador com o empregador.

A plataforma disponibiliza, em tempo real, as oportunidades de trabalho, cursos profissionalizantes gratuitos em parcerias com instituições de ensino técnico, e presta mentorias como, por exemplo, como tornar um currículo mais atraente e como se comportar diante da entrevista de emprego, entre outras. No site há ainda um espaço para as empresas interessadas inserirem suas vagas de trabalho e acompanhar os currículos cadastrados. Após analisar as vagas disponíveis, o trabalhador faz agendamento no SIME e se encaminha a um dos SACs para pegar o encaminhamento para a entrevista de emprego.

DENÚNCIA DE IRREGULARIDADES?

envie um email para

[email protected]

2005 - 2021
magnifiercross linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram