Alunos da rede municipal de ensino são orientados sobre hanseníase

0
58

Durante todo o mês de agosto, a Coordenadoria do Programa Municipal de Controle da Hanseníase da Secretaria Municipal de Saúde, fará palestras sobre a doença nas unidades educacionais de aparecida. As visitas fazem parte da Campanha de Hanseníase promovida pelo Ministério da Saúde.

 As palestras tem como objetivo orientar os alunos sobre a doença e auxiliar no diagnóstico precoce através do método espelho, que é uma ficha onde os pais preenchem juntamente com os alunos algumas perguntas e assinalam os locais onde há manchas avermelhadas e indolores, principal sintoma da Hanseníase. O público alvo da campanha são as crianças de 05 a 14 anos e neste primeiro momento serão visitadas todas as escolas municipais. Posteriormente o serviço será feito também nas escolas Estaduais em Aparecida.

A coordenadora do Programa, Magaly Maria de Carvalho, que informa que as palestras são didáticas e explicativas, para que as crianças possam chegar em casa e explicar o que apreendeu na escola. “Nosso objetivo é orientar sobre hanseníase às crianças para que elas possam repassar para os pais e passarem a observar mais os sintomas”, afirma a coordenadora.

Após o preenchimento das fichas, as crianças que apresentarem os sintomas serão encaminhadas à rede básica de saúde visando a confirmação diagnóstica e tratamento. Além das orientações sobre Hanseníase, as crianças serão medicadas contra verminoses, com dose única do remédio Albendazol 400 mg. A medicação visa combater infecções de parasitas, que atrapalham ganho de peso, crescimento e o desempenho escolar.

“Neste primeiro momento estamos passando nas escolas e orientando os alunos sobre as doenças e pedindo que os pais assinem o termo de recusa, caso não queiram que o filho seja medicado contra verminoses. Depois voltaremos para analisar a ficha espelho e fazer a medicação nas crianças autorizadas”, ressalta Magaly.

SecomAp