Abertura da Jornada da Cidadania 2017

0
148

“Feliz por saber que muitos moradores de Aparecida serão beneficiados”, diz Gustavo na abertura da Jornada da Cidadania 2017

Em mais uma demonstração inequívoca de apoio à realização do evento que deve ofertar mais de 530 mil atendimentos gratuitos à população, o prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha, participou, nesta quarta-feira (24), da abertura oficial da Jornada da Cidadania 2017, sob coordenação conjunta da Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO) e da Arquidiocese de Goiânia.

No câmpus II da PUC-GO, no Jardim Mariliza, na Capital, Gustavo prestigiou o início da Jornada ao lado do vice-prefeito e secretário de Governo, Veter Martins, e outros auxiliares. Reforçou, em discursos e entrevistas, que a Prefeitura de Aparecida apoia e é parceira do evento, com diversas secretarias empenhadas em viabilizar ações que, naquele local, beneficiem a população da Região Metropolitana de Goiânia.

A Jornada da Cidadania 2017 encerra-se no próximo dia 27 com expectativa de público de 130 mil pessoas. Até lá, oferece atendimentos gratuitos nas áreas jurídica, de saúde, cultura, educação, cidadania e tecnologia, além de orientações e atividades gratuitas educativas e de lazer. O público vai contar também com serviços gratuitos como exames, vacinas, expedição de documentos e doação de plantas, entre tantos outros. Simultaneamente, também no câmpus II, são realizados os Jogos Universitários (da PUC-GO) e a Feira da Solidariedade, da Arquidiocese de Goiânia.

Após ser saudado pelo arcebispo metropolitano, Dom Washington Cruz, e pelo reitor da PUC-GO, Wolmir Amado, Gustavo relembrou a época em que esteve na instituição, dizendo-se orgulhoso por ter estudado em um local que preconiza valores como solidariedade e justiça. “Estamos na região limítrofe entre a Capital e a minha cidade, e por isso, diante de uma iniciativa deste porte, onde solidariedade e cidadania andam de mãos dadas, registro a minha alegria e satisfação por saber que muitos moradores de Aparecida serão beneficiados com as ações aqui oferecidas”, completou.

A crise política que se instalou no País, tendo Brasília como epicentro dos mais recentes escândalos nacionais, também pautou o discurso do prefeito e de outras autoridades que participaram da abertura oficial da Jornada da Cidadania.

“Temos vivido dias difíceis, que parecem colocar o nosso ânimo e a nossa esperança em xeque. É impossível acharmos que o que acontece em Brasília ficará restrito à Capital do nosso País, sem desdobramentos na economia e sem afetar a nossa gente. Mas sou otimista e, acima de tudo, sei da força e da coragem que imperam entre o nosso povo. Por isso é gratificante estar aqui hoje, vendo a iniciativa privada, a igreja, a comunidade acadêmica e o poder público unindo forças em prol das pessoas que querem não uma, mas várias chances para continuarem crendo em um futuro melhor”.

Dirigindo-se especialmente ao arcebispo Dom Washington e ao reitor Wolmir Amado, o prefeito Gustavo Mendanha assinalou que havia chegado minutos antes de Curitiba (PR), onde a prefeitura foi premiada pelo projeto “Soluções Urbanas para Cidades Inteligentes”, e que ainda seguiria para Brasília, onde teria reuniões de trabalho importantes em ministérios do governo federal.

“A Jornada da Cidadania é um exemplo de iniciativa de sucesso que, se não for copiada literalmente por algum gestor público, deveria, no mínimo, servir de inspiração para projetos de iniciativa do Executivo que alcancem a população. Falo de projetos que tragam, para o nosso povo, mais dignidade, respeito e qualidade de vida”, encerrou.