Aparecida de Goiânia, sexta-feira, 17 de setembro de 2021

Cozinha comunitária é reaberta em Campina Grande (PB) e distribui 800 refeições por dia

Marcus Vinicius
26 de agosto de 2021

Conheça também outras iniciativas populares na Rainha da Borborema para conter a fome

Millena Venancio de Oliveira

A chegada da covid-19, em 2020, agravou os casos relacionados à fome não só em Campina Grande, mas em todo o mundo. Além disso, o aumento nos preços dos alimentos, no Brasil, tem tornado difícil manter a refeição de cada dia na mesa. 

O Centro Regional de Informação para a Europa Ocidental (CRIEO) afirmou que erradicar a fome até 2030 será uma tarefa difícil de ser alcançada. Com a pandemia de Covid-19, a situação se agravou, colocando 130 milhões de pessoas em risco de fome no último trimestre de 2020.

:: Especial | Fome no Brasil: a luta de famílias brasileiras para garantir comida na mesa ::

Segundo pesquisa da Rede PENSSAN, no Nordeste, mais de 7 milhões de pessoas convivem com a fome, outras quase 9,5 milhões passam por insegurança alimentar moderada e ainda quase 23 milhões foram classificadas com grau de insegurança alimentar leve.

Em contrapartida a esse cenário alarmante, a população se organiza para realizar a solidariedade ativa em Campina Grande.

São grupos diversos de voluntários que se solidarizam com o bem estar do outro, sejam ligados à Igreja ou militantes de movimentos populares. Um exemplo disso é a ação da Paróquia São João Paulo II e Nossa Senhora de Fátima  Gustavo, auxiliar do pároco na Paróquia São João Paulo II, localizada no bairro Aluízio Campos, disse que atualmente 850 famílias estão cadastradas no projeto realizado pela igreja. "Mais de 6 mil cestas básicas foram distribuídas desde o início da pandemia até o momento, sem contar com os materiais de higiene, cobertores e roupas distribuídas", declarou.  

A Prefeitura Municipal de Campina Grande, através da Agência Municipal de Desenvolvimento (AMDE), lançou o Programa de Auxílio Emergencial - SuperAção, no valor de R$ 400 reais, em abril de 2021. Foram 2.596 pessoas homologadas a receber o benefício, no entanto, 2.624 pessoas tiveram seus cadastros indeferidos. O objetivo inicial do programa era contemplar 4 mil famílias do município. 

Reativação da Cozinha Comunitária do bairro de Jeremias

DENÚNCIA DE IRREGULARIDADES?

envie um email para

[email protected]

2005 - 2021
magnifiercross linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram