38 mil famílias serão beneficiadas com kits para TV digital em Aparecida

0
348

Ação será realizada em parceria com empresa especializada para dar sequência à política nacional de universalização do acesso às tecnologias digitais.

Como resultado do processo de desligamento do sinal analógico de televisão no país instituído pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), 38 mil famílias do município beneficiárias dos Programas Sociais do Governo Federal receberão kits com antenas e conversores para imagens de TV digital. Para isso será assinado nos próximos dias um Termo de Cooperação entre a Prefeitura de Aparecida e a Seja Digital, entidade responsável por orientar a migração do sinal de televisão analógico para digital no Brasil.

“Desde o início deste mandato nos direcionamos no sentido de digitalizar e informatizar Aparecida. Esta parceria, que beneficiará dezenas de milhares de famílias, será um bom primeiro passo” – pontua o prefeito Gustavo Mendanha. A determinação da Anatel institui que a partir do dia 31 de maio de 2017 a programação dos canais abertos de televisão seja transmitida apenas pelo sinal digital, com imagem e som de cinema.

O secretário municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação, Cleomar Rocha, explica que os kits gratuitos são compostos por antena UHF, conversor e controle remoto. Segundo ele, as famílias receberão os kits pelo correio. Apenas beneficiários de Programas Sociais do Governo Federal como Bolsa Família, Minha Casa Minha Vida, Tarifa Social de Energia Elétrica e demais contemplados pelo CadÚnico, poderão ser contemplados.

Segundo ele, após a assinatura do termo haverá um acompanhamento de todas as entregas, além de revisão dos cadastros, com possiblidade de ampliação de número de kits. “O conjunto permite o encapsulamento de um sistema que poderá futuramente servir de acesso a diversos serviços públicos oferecidos pela Prefeitura. Com o uso desta tecnologia, poderemos encurtar a distância entre o Poder Público e a população. O kit está preparado para dispor, no futuro, de diversos sistemas para o exercício da cidadania” – conclui o secretário.

A migração do sinal analógico de TV para o sinal digital representa um grande avanço tecnológico e coloca o Brasil no mesmo patamar de países como Estados Unidos e Reino Unido. Ao ser desligado, o sinal analógico de TV vai liberar a faixa de radiofrequência dos 700 MHz e permitir que as operadoras de telefonia móvel possam ativar a tecnologia 4G com melhor qualidade e maior cobertura, inclusive em ambientes fechados.

Além de Aparecida de Goiânia, o sinal analógico será desligado em outros 28 municípios do estado: Abadia de Goiás, Abadiânia, Alexânia, Anápolis, Aragoiânia, Bela Vista de Goiás, Bonfinópolis, Brazabrantes, Caldazinha, Campo Limpo de Goiás, Caturaí, Goianápolis, Goianira, Guapó, Hidrolândia, Inhumas, Itauçu, Leopoldo de Bulhões, Nerópolis, Nova Veneza, Ouro Verde de Goiás, Pirenópolis, Santa Bárbara de Goiás, Santo Antônio de Goiás, Senador Canedo, Teresópolis de Goiás e Trindade.

A Seja Digital é uma Entidade Administradora de Processo de Redistribuição e Digitalização de Canais TV e RTV (EAD) e foi criada por determinação da Anatel, tem como missão garantir que a população tenha acesso à TV Digital, oferecendo suporte didático, desenvolvendo campanhas de comunicação e mobilização social e distribuindo kits de TV digital para as famílias cadastradas em programas sociais do Governo Federal.

A empresa é responsável pelos serviços de aferimento dos sinais de TV digital, remanejamento dos canais nas frequências e também de garantir a convivência sem interferência dos sinais da TV e 4G após o desligamento do sinal analógico. Esse processo teve início em abril de 2015 e tem previsão de finalização em 2018, de acordo com cronograma definido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. Para informar e preparar a população, a estratégia da Seja Digital é implementar campanhas e ações que mantenham a entidade muito próxima das comunidades menos digitalizadas em cada uma das cidades.

“O processo acontecerá de maneira semelhante ao que fizemos em Brasília. Além da campanha com filmes na TV e na internet, teremos peças de comunicação por toda a região e equipes atuando em locais estratégicos para abordar a população e orientar sobre a instalação da antena, do conversor e como fazer o agendamento para retirar o kit gratuito”, explica Rommel Sena, Gestor Regional da companhia.